11 de set de 2011

Esteja presente em Seu Corpo e Mente

       Compartilho com vocês algumas pérolas da sabedoria do Prof. José Angelo Gaiarsa, este grande mestre que tive a felicidade de conhecer e com quem aprendi muito. Estes são trechos de uma conversa com Lauro Henriques Jr. publicada no belo livro Palavras de Poder (recomendadíssimo!) .

     "Prestar atenção é essencial. Ao dar atenção, você está dando o seu "aqui e agora" para alguém, e isso é a única coisa que você tem para dar. Por isso é preciso muito cuidado em como e para quem você dá a sua atenção."

     "Ao longo de dois milhões de anos de evolução, nossos ancestrais aprenderam a verdade da natureza: movimento é sobrevivência. Só sobrevive a espécie que percebe e reage rápido. Não é à toa que  dois terços de nosso cérebro estão relacionados aos movimentos do corpo."

     "Mexa-se muito e respire bastante. É o que eu faço todos os dias: eu danço. Ponho uma música e danço. Não é ginástica. A coisa é mexer o corpo inteiro, sempre respirando, quanto mais, melhor. Aliás essa é uma técnica de vitalização permanente. Na realidade as pessoas morrem por rigidez de movimentos e sufocação gradual. É isso que favorece o aparecimento de doenças. Como um antídoto a essa morte anunciada, um conselho prático: mexa-se e respire bastante."

    "A técnica é apenas uma: muita respiração do seu jeito. Não existe modo certo de respirar. Apenas fique de pé e respire bem mais profundamente do que costuma, cerca de cinco minutos já são suficientes. Vá respirando e, se o corpo se mexer, acompanhe o movimento, pois é o corpo querendo se desamarrar. Nosso corpo é como um bicho mantido preso. Se você dá oxigênio, ele começa a despedaçar as amarras. Respire bastante e esteja presente no corpo, deixando ele se mexer."

     "Ser equilibrado não quer dizer ser estático. O centro de gravidade do corpo varia o tempo todo, a cada posição nossa, ele se desloca para um ponto diferente. E a função do cerebelo é nos trazer de volta para o centro. O segredo é esse balanço, a alternância entre os momentos de repouso e de atividade, de alegria e tristeza, de festa e introspecção.  O importante não é ser equilibrado, mas ser um bom equilibrista, se mover nesse balanço, indo e voltando, experimentando a variedade da vida."

     "Meu corpo é meu melhor amigo e meu maior amor. Cuido tão bem dele quanto posso e ele cuida tão bem de mim quanto consegue. São dois milhões de anos de experiência que ele tem para me dar. E eu aproveito isso, procurando cultivar a minha sensibilidade. Se uma pessoa consegue uma alta presença no próprio corpo, ela não morre de doença, morre quando for a sua hora, tranquilamente. Respire, mexa-se, esteja presente a seu corpo, esteja presente à vida. De minha parte, digo com certo orgulho: estou cada vez mais presente ao presente."

     Ele realmente viveu o que ensinava,  esta conversa aconteceu poucos dias antes de sua passagem em outubro de 2010, aos 90 anos, tranquilamente  enquanto dormia. Um exemplo  de quem viveu plenamente  presente em seu corpo e mente.


Nenhum comentário:

Postar um comentário