27 de set de 2011

O Terceiro Ponto



     Também chamado de "Ponto Transcendente"  de União Entre Todas as Pessoas. 

     Este é um  instrumento fundamental para nossas vivências corporais e muito útil para profissionais que trabalham  com o cuidado de outros em qualquer área. Pode ser utilizado também  em qualquer tipo de relacionamento  e  principalmente quando temos de enfrentar pessoas ou situações difíceis.

      As pessoas sempre perguntam: Como você consegue atender tantas pessoas em sofrimento sem ficar contaminada, sem deprimir? E eu digo que além de gostar muitíssimo do que faço, estou sempre ligada a meu Terceiro Ponto.

     Aprendi esta técnica através dos ensinamentos do Professor Petho Sandor, durante o processo de formação como analista e também terapeuta corporal.

     É um ponto de ancoragem e centramento que nos tira da relação direta Eu-Tu, estabelecendo um terceiro elemento além das duas pessoas, funciona como ponto de conexão entre os dois e ao mesmo tempo  funciona como um filtro.

     Krishnamurti, o grande sábio indiano, na simplicidade e clareza do pensar oriental, conseguiu criar uma imagem de beleza cristalina:
     "... os homens são como moléculas de água num oceano...elas são parte dele e ao mesmo tempo vivem dele e se relacionam entre si..."

     O Dr. Sandor ressaltava a importância de ser considerado o fato de que sempre, entre duas pessoas, existia a presença de um ponto em comum que estava além das vontades e dos pensamentos  da consciência. Esse ponto nas profundezas do inconsciente poderia ser considerado o campo  em comum entre ambas as partes, podendo ser chamado de Terceiro Ponto.

     A técnica é muito simples. Imagine que entre você e seu interlocutor  está o seu terceiro ponto, um pouco acima das suas cabeças. Uma linha liga você ao terceiro ponto e dele parte outra linha em direção ao interlocutor, formando um triângulo imaginário.

     Para facilitar a conexão, geralmente sugerimos que a pessoa visualize aquilo que é mais sagrado para ela como sendo seu terceiro ponto.  Uma imagem que lhe transmita a sensação de amor, de paz. Esse elemento é quem faz a ligação entre as duas pessoas.

     Se a pessoa for religiosa, pode  ser uma imagem ligada à sua fé, mas não necessariamente,  pode  também ser um elemento da natureza  ou outra imagem que lhe traga essa sensação de harmonia.

     Você pode visualizar o ponto transcendente  inclusive sozinha, essa conexão traz mais presença, calma e concentração em qualquer atividade.

      À medida que vamos treinando colocar o terceiro ponto em nossas atividades, ele vai ficando cada vez mais natural e presente  e você perceberá que efeito interessante acontece. As relações tornam-se menos tensas e mais harmoniosas. Nossa percepção da situação fica mais clara, conseguimos conversar, argumentar e negociar conflitos com muito mais tranquilidade.   Para aqueles que são cuidadores, o ato de cuidar torna-se muito mais leve.

2 comentários:

  1. Lindo e enriquecedor post Cris! Gratiudão sempre a partilha. Bjs

    ResponderExcluir
  2. Cris, gostei muito e já coloquei em prática!

    ResponderExcluir