29 de abr de 2012

Sobre a tal Felicidade...


    "A felicidade, diz Rousseau, é um estado simples e permanente, em que a alma basta a si mesma.  Não é uma sucessão de estados eufóricos e depressivos. 
        Nossa época é um tanto bipolar, porque de tanto buscar a euforia, cai inevitavelmente na depressão e na melancolia. 
    Então quando fazemos da felicidade uma obrigação, estamos chamando de felicidade o que é um prazer intensificado e permanente. O problema é que isso não existe...
      A felicidade é mais modesta. Faz parte dela o aprendizado, a renúncia, a capacidade de converter a decepcão em algo positivo.
      Em outras palavras, só é feliz quem souber reciclar suas tristezas. Frustrações são importante matéria-prima para a felicidade."
Renato Janine Ribeiro
filósofo

2 comentários:

  1. Cristiane,fiquei muito contente em encontrar o seu blog. Os temas que vc trás me atraem muito e já trabalhei ci. rodas de mulheres e gostei muito.bjs

    ResponderExcluir
  2. Olá Eliete!

    Que bom que você gostou, faço este trabalho com muito carinho.
    O blog é para vocês, aproveite!

    Um abraço

    ResponderExcluir