20 de mai de 2012

Faça da Comida uma Oferenda para Você



Talvez você queira ser mais saudável, melhorar a digestão, controlar o peso ou  aumentar a vitalidade, mas é fácil se confundir com o interminável fluxo de dietas da moda.
Comer direito começa com trazer consciência à mesa.

Ao invés de começar um novo plano de dieta, por que não praticar a observação e a escuta do seu corpo? 

Primeiro: Desacelere e Saboreie

Na hora de comer, coma. Não faça outras coisas enquanto come. Preste atenção.
O Ayurveda recomenda mastigar 32 vezes cada  alimento que colocar na boca. Talvez seja difícil  mastigar tantas vezes, mas se começar a saborear a refeição mais devagar, você sentirá realmente o gosto do que está comendo além de melhorar a digestão e a saciedade.

Segundo: Conheça sua Fome

Antes de comer, pergunte-se: Estou faminta? Moderadamente com fome? Ou estou entediada, nervosa ou frustrada? 

Terceiro: Faça da Comida uma Oferenda Para Você

Tão importante quanto a atenção ao processo de comer, são o cuidado e a atenção que se dá à preparação dos alimentos.
Escolha algo simples, como um sanduíche, uma salada, ou mesmo um pedaço de fruta.

1 - Enquanto prepara, respire e movimente-se lentamente, sem pressa. 
2 - Aprecie cada ingrediente com todos os cinco sentidos. 
3 - Pense em todo o processo envolvido para que esse alimento chegasse até você. Tenha um sentimento de gratidão a todos os seres que contribuíram para que o alimento chegasse até aqui. 
4 - Pense sobre a honra que está oferecendo  à comida e a si mesma com sua atenção.
5 - Dedique a energia contida nesse alimento à manutenção de sua saúde e felicidade.

Quando você faz da comida uma oferenda a si mesma, os efeitos desse cuidado beneficiam seu corpo.
Quando você pensa no alimento como portador de energia vital, a intenção com que você o prepara torna-se um elemento essencial do seu Ser Saudável.

Reflexões baseadas  no artigo Alimente Bem o Seu Corpo
publicado na Revista Yoga Journal Mai/Jun de 2012
www.yogajournal.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário