15 de set de 2012

Eros e Psique na Voz de Maria Betânia

< />

Nas palavras do Professor Junito Brandão:

"EROS é o amor personificado. (...) PSIQUÊ é igualmente a alma personificada. (...) Através do aperfeiçoamento de sua feminilidade e de seu amor, a 'bela adormecida' evoca a perfeita masculinidade de Eros. Abandonando-se ao amor, ela recebe, sem o adivinhar, a redenção através do amor. (...) 

O arrebatamento de Psiquê, da Terra ao Céu, e sobretudo suas núpcias com Eros, vistas sob o ponto de vista feminino, significam que a faculdade de amar da alma individual é divina e que a transformação pelo amor é um mistério que deifica. (...) 

Fernando Pessoa, num poema lindíssimo, Eros e Psiquê, compreendeu, com a sensibilidade e a profundidade que lhe são peculiares, a extensão desse amor-consumação, em que Eros, buscando a Psiquê, acaba descobrindo que ele é a própria Psiquê, transfigurada em Amor..."

Obrigada Sandra, por enviar este vídeo. Vamos utilizá-lo no encontro do grupo.
Neste semestre estamos indo a fundo com este mito,  que para mim é um dos mais bonitos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário