6 de dez de 2012

Renascer



E quantas vezes  do que sobrou de nós,
escrevemos palavras que nos ressuscitam...

Aluísio Cavalcanti Jr.

Professor e Escritor

9 comentários:

  1. E fazemos das fraquezas forças e seguimos em frente!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. bom dia.... tem selinho la no meu blog p vc espero que goste bjs e tudo de bom... http://www.blogger.com/blogger.g?blogID=2471961798401391859#editor/target=page;pageID=8609832503080537391

    ResponderExcluir
  3. Sabe que a Fernanda me disse que as palavras expressam o que a gente carrega no coração??? Acho que é o que acontece com você também, sempre passando coisas maravilhosas... Beijãooooooo

    ResponderExcluir
  4. Foto linda!!!
    Cris, sabe que minha mãe faleceu há 6 anos e o último filme que ela assistiu foi O Mistério da Libélula??? Desde então amo borboletas e parece que elas estão sempre voando ao meu redor...
    Talvez seja porque agora eu presto mais atenção nelas, mas prefiro acreditar que elas me seguem para lembrar o amor da minha mãe por mim... Saudade dela!!! Beijãooo minha amiga

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também penso assim Aliny, o amor não se perde, embora a saudade seja grande.
      Sinto muito, sei que não é fácil conviver com essa falta.
      Eu não sou espírita, mas acredito que há algo além da vida que conhecemos.
      Um tempo depois que meu pai faleceu, ele apareceu em sonho para me mostrar como estava vivendo no outro plano e me pediu que eu dissesse à minha avó (sua mãe), que ele estava muito bem, e que ela não deveria sofrer por ele, pois em breve iriam se encontrar. Pouco tempo depois ela morreu.
      Foi uma experiência tão forte, que passei a acreditar na vida após a morte.
      Um abraço bem apertado querida

      Excluir
  5. OLá Cristiane.
    Muito obrigado pela visita. E achei esta frase linda e uma grande verdade.
    Beijinhos grandes.

    ResponderExcluir
  6. Cris, que linda essa história do teu pai...
    Acredito num céu maravilhoso, num lugar cheio de natureza, cheio de flores, águas cristalinas e borboletas... Acho que um dia todos se encontrarão lá...
    Minha mãe era muito especial e acredito que ela foi pra lá antes justamente por isso...
    Desde que ela faleceu minha fé só aumentou e mudei muito minha maneira de enxergar a vida... Na época, meu psiquiatra disse que a morte de alguém que a gente ama era um marco zero em nossa vida, e a partir daí resolvi recomeçar de uma forma melhor sabe??? Tentando ser uma pessoa melhor... Beijãooo flor

    ResponderExcluir
  7. Mas é incrível como as borboletas me seguem...

    ResponderExcluir