22 de jun de 2013

Jung Sabia das Coisas...

Imagem do Livro Vermelho de C. G. Jung

"A situação de uma época como a nossa, conturbada em alto grau pelas paixões políticas, abalada pelo caos de revoluções de Estado e pela derrocada dos fundamentos de sua cosmovisão, afeta de tal maneira o processo psíquico do indivíduo que o médico não pode deixar de dedicar uma atenção especial aos efeitos que provoca na psique individual. A avalanche dos acontecimentos de uma época não é perceptível apenas no lado de fora, isto é, no mundo exterior e distante. Ela atinge também a tranquilidade do consultório e a privacidade das consultas médicas. O médico é responsável por seus pacientes e por isso não pode de maneira alguma se isolar na ilha distante e tranquila de seu trabalho científico. Precisa descer à arena dos acontecimentos do mundo e participar da luta das paixões e opiniões, pois do contrário só conseguirá perceber as inquietações do seu tempo de modo distante e impreciso, tornando-se incapaz de compreender ou mesmo de ouvir o sofrimento de seus pacientes. Ele não saberá qual a linguagem mais adequada para lidar com o paciente e retirá-lo do isolamento em que se encontra, já que a sua incompreensão reforçará ainda mais esse estado. Por essa razão, o terapeuta não pode prescindir de uma discussão com o seu tempo por mais que o alarido político, o embuste da propaganda e o grito desafinado dos demagogos lhe causem repugnância. O que aqui ressaltamos não são os seus deveres de cidadão que exigem algo semelhante mas, essencialmente, os seus deveres como médico que lhe impõem uma obrigação ainda mais elevada, o compromisso com o HOMEM."
Carl Gustav Jung (1875-1961)
Médico Psiquiatra 
Criador da Psicologia Analítica


Dá para acreditar que ele escreveu isso no início do século passado?

7 comentários:

  1. Olá Cris,
    Em primeiro lugar me perdoe a demora em passar por aqui,o tempo é o maior responsável por isso, ele me impede de ser mais assídua e fico triste por isso, porque deixo de fazer o que mais gosto que é visitar os amigos...Tem coisas que não envelhecem nunca,quanto mais velho mais novo se torna, como esse texto de Carl Jung. As necessidades de um povo são sempre as mesmas...Parabéns pelo belo post!
    Beijos com carinho
    Marilene
    >Marilene folhas flores e sutilezas</

    ResponderExcluir
  2. É verdade ,essas palavras parecem escritas hoje
    de tão atuais que são ,gostei do seu blog,vou
    seguir ,bom fim de semana,beijo

    ResponderExcluir
  3. Atualíssimo até assustei.... estudei Carl Jung no arquétipo do tarô, ficava encantada com a sabedoria. Adorei ler isso. Beijão e um belo fim de semana para vc Cristiane.

    ResponderExcluir
  4. Do mesmo modo que a educação. É um compromisso social.

    Muito bom!

    ResponderExcluir
  5. Cris:
    Quando cursei Psicologia, tive uma professora que dizia ser necessário conhecer de cada assunto, um pouco, pra dar um atendimento globalizado aos clientes.
    Com o passar do tempo, vi que ela tinha razão.
    A Teoria é uma fonte inesgotável de sabedoria, mas só ela não é suficiente para dar conta das inquietações, angústias e sofrimentos dos clientes.
    Por isso, mesmo não sendo adepta da Psicologia Analítica, devo concordar com Jung.
    Bjs.:
    Sil

    ResponderExcluir
  6. Nossaaaa super atual Cris!
    Pois é, assustadoramente moderno...perfeito!
    Beijinhos querida, é ótimo domingo pra vc e sua família.

    Flores e Luz.

    ResponderExcluir
  7. Realmente, Cris, é o nosso tempo atual: onde temos que ocupar nossa alma com realidade, mas também procurando sempre resgatar a paz do nosso silêncio, senão estaremos ilhados em todas essas manifestações ( que necessárias são), mas que abalam nossas estruturas....
    Paz e luz, bom domingo!
    Mariângela

    ResponderExcluir