21 de ago de 2013

Fragmentos do Sol Chuvoso


Fragmentos do Sol Chuvoso
Lauro Henriques Jr.
Ateliê Editorial

Estou relendo este livro maravilhoso.  
São poemas curtos, quase hai-kais. 
Imagens e sons em forma de versos de extrema beleza e profundidade. 
Veja que delicadeza: 


"o que chamam de rugas, eu chamo raízes..."
que de seus olhos brotem flores,
e sussurros de caules azuis."

e mais um:

"calma, meu amor...o mistério não se mostra
a uma platéia feita de gritos e espasmos - 
a casa do milagre é um coração tranquilo."

São poemas curtos, frases, aparentemente banais , mas de repente você percebe que há alguma coisa aqui escondida que te leva à uma segunda leitura, e a uma doce surpresa.

Um carinho para os sentidos, merece ser lido muitas e muitas vezes...



5 comentários:

  1. Cris,
    Há livros que são para ler e reler sempre né?
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  2. Olá Cristiane,

    Vou acrescentar na minha lista, gosto muito de poesia e nem sempre é fácil de encontrar.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Querida Cristiane
    Que lindos! Realmente tem muita delicadeza!
    Certos livros tem mesmo que serem lidos muita vezes, pois dependendo do nosso estado de espírito "captamos" ou não determinadas mensagens.
    Te desejo um lindo fim de semana.
    Um grande abraço
    Léia

    ResponderExcluir