26 de nov de 2013

Sonabai Rajawar - Uma Mulher Extraordinária!



A vida da artista indiana Sonabai Rajawar foi tema de um de nossos encontros no passado. Esta mulher foi realmente um exemplo de força, resiliência e criatividade incríveis!

Uma mulher humilde e sem instrução que casou-se cedo, como é costume por lá, e ao dar a luz ao primeiro filho foi trancada pelo marido em sua casa sem poder ver ninguém. A casa era cercada de muros altos, então ela foi literalmente isolada do mundo. Isso durou 10 anos!


Ela cuidava do filho pequeno e tentava de alguma forma fazer brinquedos para ele, mas não tinha nada, exceto o barro do chão do pátio interno. Começou a fazer bonequinhos e animais de barro para o filho brincar. E descobriu que esculpir era uma forma de se manter viva naquela situação, de não enlouquecer.

Utilizando o barro e os temperos de sua cozinha  para fazer tinta ela criou uma obra de arte incrível, transformou sua pequena casa em uma galeria viva, forrando paredes e tudo o que pudesse com seus trabalhos.

Com a morte do marido, seu confinamento acabou e quando as pessoas entraram em sua casa foi uma surpresa! Sua arte foi reconhecida internacionalmente, indo para museus de todo o mundo. 

Ela e seu filho passaram a ensinar esta técnica. Ela já faleceu, mas seu filho dirige uma fundação com seu nome.   E hoje, toda a economia da vila onde ela viveu (que era extremamente pobre)  gira em torno de sua arte e prospera.

Não é uma mulher extraordinária? 
E a gente reclama...





16 comentários:

  1. Um mulher incrível mesmo!
    Linda história!
    Lindos os bonequinhos, sua auto arte terapia, a sensibilidade, resistência, o exemplo, o que promove isso tudo hoje na sua comunidade, o exemplo que é para eles e para todos nós.
    Merecia passar na tv, sair no jornal, além da barbárie de sempre.
    Amei conhecê-la :)
    Obrigada!

    ResponderExcluir
  2. Nossa, que história incrível, nunca tinha ouvido falar! quantas Sonabai devem ter neste mundo tão cheio de crueldade...trabalho lindo, me lembra Frida Kallo. Adorei...quanto ao teu comentário lá no meu blog sobre o texto do saramago, realmente não sei de que livro é, eu recebi esta parte assim por email. Um beijo grande e até mais! bjs

    ResponderExcluir
  3. Bonita e emocionante história, Cristiane. É uma lição de como reverter situações em que não vemos saída.
    Bj,
    Lylia

    ResponderExcluir
  4. Que mulher incrível, de fato. Estou impressionada com arte que ela elaborou em volta da casa. Usando o ambiente onde vivia...

    ResponderExcluir
  5. Ela fez do fundo do poço seu lar e sem reclamar
    ela é um exemplo.
    bjs

    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Ao mesmo tempo em que sua história é triste, também é muito bonita. Ela mostra claramente a capacidade que temos para enfrentar os desafios e buscar dentro em nós a força e o discernimento necessários para mudarmos o curso de nossa história, por pior que ela possa ser. De nada adianta ficar reclamando, a única saída é transformar aquilo que nos aflige e oprime em coragem para mudar nosso destino. E foi isso que ela fez! Um exemplo a ser seguido e lembrado todos as vezes que nos pegamos resmungando por tão pouco...
    Beijo minha querida,
    Denise - dojeitode.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Que história bonita,Cristiane, não conhecia e que trabalho bonito! Obrigada por contar um pouco da história dela: precisamos muito contar as histórias de mulheres, já que fomos por tantos anos alijadas da História!
    Abraco
    Cris

    ResponderExcluir
  8. Realmente, Cris, nós mulheres ocidentais, conquistamos nosso real lugar nesse planeta a cada dia!! Infelizmente por questões religiosas e culturais, muitas e muitas mulheres apenas sobrevivem.

    Que história dessa artista!!

    Bonito o trabalho dela e do filho que está dando continuidade!

    beijinhos, tenha uma ótima semana,

    Lígia e =ˆ.ˆ=

    ResponderExcluir
  9. Cris:
    Que história fantástica e que trabalho incrível ela conseguiu produzir.
    Adorei a fachada da casa com o vaso e os pássaros.
    Bjs.:
    Sil

    ResponderExcluir
  10. Cris querida, linda história de determinação...sem impor sua arte, a arte salva sim!! A arte preenche o vazio, a solidão...preenche o coração e dela saem frutos que permanecem pela eternidade se forem perpetuadas...de toda maneira, que bela mulher!! Que grande filho seguir o caminho!
    Obrigada pelas visitas minha amada!! São fundamentais!! Adoro seus comentários de valor!
    Que bom que tem gostado!!!
    Ah e como anda a saúde??? Espero que já esteja muuuuito bem! Também com essa boa energia que me transmite!!!
    Mil beijos e boa quarta!!
    Cris

    ResponderExcluir
  11. Olá Cristiane,

    Que mulher forte! Conseguiu vencer o terrivel destino, não perdeu seu espiríto, e venceu pelo que platou no filho, que continua o que ela começou. Uma histíria de vida comovente.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Viver é mesmo incrível! Pensar em quantas pessoas maravilhosas estão por esse mundão afora, vivendo vidas repletas de experiências e nos dando lições de força e de luz - isso também me faz pensar em como Deus é bom por nos fazer uma espécie que aprende não apenas com nossas próprias histórias, mas com as histórias que ouvimos e vemos acontecer.

    Eu li em algum lugar um ditado que dizia mais ou menos assim: "Se dois homens que possuem, cada um um pão, se encontram e trocam de pão, cada um vai embora com um pão somente. Se dois homens se encontram e trocam entre si a ideia que tem, cada um vai embora com duas ideias". Mais uma vez saí daqui mais rica de ideias e muito feliz com o exemplo dessa mulher maravilhosa - que eu não conheceria se você não tivesse me apresentado, Doutora querida. Como é bom visitar você!

    Beijão!

    ResponderExcluir
  13. Cris,
    Que mulher exemplar e que ensinamento para nossas vidas, não é?? Ela viu , apesar de viver enclausurada, beleza nas cores e na vida. Isso é que viver!! Passou por uma vida que poderia ser medíocre, mas soube deixar para o mundo seu legado. Viva essas mulheres.
    Bjs, Sheyla.

    ResponderExcluir
  14. Linda mulher, linda historia, lindas obras! Ao mesmo tempo nos inspira e lembra que em tantos lugares a violência contra as mulheres continua. Obrigada Cris por compartilhar e estimular essa rede feita por cada uma e por todas nós. beijo!

    ResponderExcluir
  15. Linda, linda, linda, linda... Mil vezes linda. A mulher, a história, a arte e a lição que ela nos dá.

    ResponderExcluir
  16. Olhos marejados. Assim estou.
    Que história linda! Superação, criatividade, fé. Realmente uma mulher extraordinária.
    Obrigada por nos apresentar a ela. Beijo.

    ResponderExcluir