24 de set de 2014

Como me tornar uma borboleta?


É muito comum as pessoas perguntarem: o que devo fazer para me transformar? Como me libertar para ser eu mesma? 

É como se perguntassem: Como faço para me tornar uma borboleta?

Ora, para isso é preciso querer  voar tanto, mas tanto, que estaremos dispostas a deixar de ser lagartas.

Só que algumas pessoas não querem abrir mão de nada, e aí a coisa fica difícil, eu nunca vi uma lagarta voando...

Admiramos as belas asas, as cores e a leveza da borboleta, mas nos esquecemos da longa metamorfose dentro do casulo, do  período de escuridão e das lentas mudanças. 

Para nos tornarmos quem realmente somos, para vivermos uma vida autêntica, criativa e repleta de sentido, é preciso dar um enorme salto de fé e construir um casulo de paciência e carinho, acolhendo a nós mesma em cada etapa.

É preciso desapegar, deixar ir o que não somos, para podermos desabrochar nossa essência. 

Lembre-se: o que parece o fim da lagarta, na verdade é o nascimento da borboleta…

A luz do sol, o céu azul e a beleza das flores nos esperam!





11 comentários:

  1. Muito lindo e dá uma bela reflexão! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. É importante que não vejamos apenas o resultado da beleza, mas também todo o processo que levou a ela...metamorfoses não são indolores e muito menos estáveis.Criar asas não é fácil, é possível.
    Desabrochar a cada manhã é uma possibilidade real.

    Vamos lá olhar o céu azul.
    Bjos, Cris.
    Calu

    ResponderExcluir
  3. Cris,
    É um trabalho de passo a passo né?! Ainda chego lá.
    Um beijo querida,

    ResponderExcluir
  4. Que lindo Cris!!!
    Acho que temos que ser mais leves com a gente mesmo, aí fica mais fácil voar, se transformar...
    Eu amo borboletas e parece que elas estão sempre ao meu redor...
    Na Rota do Sol, estrada que vai pra Gramado, tem um lugar que eu e Davi sempre parávamos e tinha uma imensidão de borboletas, voando num vale verde, lindo!!!
    Uma semana colorida e florida minha flor!!!

    ResponderExcluir
  5. Linda mensagem, temos que ser feliz acima de tudo. O resto vai se ajeitando conforme dá.
    Bjos tenha um ótimo dia.

    ResponderExcluir
  6. Olá Cristiane!
    É sempre tão inspirador vir aqui, saio sempre de alma mais leve.
    Um abraço carinhoso,
    Sônia

    ResponderExcluir
  7. Que lindo, Doutora querida! Acho que passo pelas fases de lagarta, de casulo e de borboleta volta e meia na minha vida, acho que é cíclico... De vez em quando eu dou uma parada, me fecho no meu cantinho, penso um bocado, daí dou uma abrida nas asas e voo um tantinho... Acho que, no meu caso, é um processo interminável.

    Beijos e tenha uma boa noite de sono, nada de ficar acordada - come bastante banana, ajuda a dormir...

    ResponderExcluir
  8. Cristiane , gostei muito . Temos que passar por metamorfoses para chegar a borboleta . Agradeço sempre a partilha . Beijos

    ResponderExcluir
  9. Maravilhoso amiga!
    Sempre é bom ser lembrada disso, pois tantas vezes estamos cansadas e achamos que não vale a pena...adorei bjs

    ResponderExcluir
  10. Oi, Cristiane!
    As pessoas querem mudanças, mas não trabalham para isso. Querem tudo para já! Sabe que uma lagarta demora um ano para se tornar borboleta? Isso no mundo dos pequenos, então imagina o tempo que leva para uma lagarta virar borboleta no mundo dos seres humanos!
    Eu queria entender a falta de planejamento e paciência. Sim, temos que ter um plano. Mesmo que seja pequeno, será um plano, uma meta para alcançar dia a dia.
    Milagres só os santos realizam!
    :)
    Beijus,

    ResponderExcluir
  11. Amo borboletas! Adorei seu texto vou indica-lo no meu face. Parabéns!

    ResponderExcluir