16 de jul de 2015

Dez Perguntas que Irão Liberar Sua Mente


Quem me inspirou a fazer este post foi a querida Betty do blog Gosto Disto, achei as perguntas instigantes e libertadoras. Vou fazer algumas perguntas diferentes das que ela postou para não ficar repetitivo.

1 - Se a vida é tão curta, porque fazemos tantas coisas que não gostamos e gostamos de tantas coisas que não fazemos?

2 - O que é pior: falhar ou não tentar?

3 - Se você tivesse o poder de mudar uma única coisa no mundo, o que mudaria?

4 - Até que ponto você acredita que controlou o curso de sua vida até aqui?

5 - Qual a coisa que você realmente gostaria de fazer e não fez? O que te impediu?

6 - O que você faria diferente se tivesse certeza de que ninguém iria te julgar?

7 - Você se lembra daquela vez há 5 anos em que você estava realmente chateada? Isto tem importância hoje?

8 - Qual a sua lembrança da infância mais preciosa? O que a torna tão especial?

9 - Se aprendemos com nossos erros, por que temos tanto medo de errar?

10 - O que ou quem você ama? As suas ações recentes expressam abertamente esse amor?

Não existem respostas certas ou erradas. Muitas vezes, fazer a pergunta certa é a resposta.

Se você quiser compartilhar alguma destas reflexões aqui nos comentários ficarei muito feliz!



12 comentários:

  1. Muito legal e gostei da verdade: muitas vezes a pergunta é a resposta! Legal! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Oi, Dra. Cristiane!
    Li e reli cada pergunta. Me fez pensar!
    Gostei do exercicio de procurar respostas verdades!
    Tenha um lindo dia!
    Beijo carinhoso!

    ResponderExcluir
  3. Muito bom. Realmente devemos nos fazer essas perguntas algumas vezes no ano, para nos lembrar o que realmente importa.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá Dra. Cristiane, não gosto muito de responder a perguntas dirigidas, mas gosto demais do que posta e as suas perguntas me motivaram a responder.
    1) Fiz o que não gostava, acreditando em mudança. Procuro fazer tudo que gosto.
    2) Pior é não tentar.
    3) Como não tenho esse poder, procuro espalhar amor, onde meu braço alcança, porque só o amor, poderá mudar o mundo.
    4) Enquanto eu mantive o controle da minha vida, achava que eu podia tudo. Quando me dei conta, que eu não podia nada e baixei a guarda, fui levada.
    5) O que sempre quis foi manter o controle da minha vida, o que me impediu foi, não entender que eu não controlo nada.
    6) Dra. Cristiane, como acredito que respondemos por tudo que fazemos, não faria nada que pudesse comprometer o juízo que faço de mim.
    7) Tem muita importância, porque há cinco anos, poderia ter resolvido o que estou resolvendo hoje, cinco anos mais tarde. Daí, concluo, que não podemos deixar passar batido, o que nos nos incomoda no presente.
    8) A minha mãe, o que a torna tão especial é a sua doçura.
    9) Porque errar, implica em transformação e mudança sempre dói.
    10) Quem mais amo nesta vida são meus filhos, quando se ama alguém e, percebe-se que está indo pelo caminho errado, precisamos corrigir, embora muito doído, acho que estou fazendo o certo, corrigindo o mau comportamento.
    Agradeço pela oportunidade, de me conhecer, com estas perguntas tão diretas.
    Abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderExcluir
  5. Oi Cris,
    Estas perguntas realmente nos fazem pensar! A falta de respostas em algumas delas podem me fazer mudar o rumo de minha vida.
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Olá Cristiane! Enquanto lia ia respondendo mentalmente a cada questão e a 7 me faz parar e observar que ha 5 anos atrás eu estava não apenas chateada, mas triste e decepcionada com o fim de um casamento de 24 anos e hoje isso não tem mais importância. Tudo nos traz oportunidade de crescimento e novos aprendizados.
    A 10 é muito fácil de responder, meus dois filhos e neto, amores eternos na minha vida.
    Um abraço
    Sonia

    ResponderExcluir
  7. Uau,
    Perguntas importantíssimas hein! Essa pergunta número 7 se você responder ela e parar um pouco para refletir na resposta, garanto que já deixaríamos muita bobeira para trás. Ótimo post, Cris.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  8. Muito interessante, fui respondendo mentalmente a todas as questões, embasbaquei na 1, ri com a 9 e fiquei feliz em responder sim para a 10.
    Mas pergunta que mais me toca é a número 4.
    Tenho certeza que nunca controlei nada na minha vida, ela aconteceu e continua acontecendo sem o meu controle.
    Nada é como eu achei que seria. Nunca fui de fazer planos nem de muitos sonhos, acho que isto permitiu que tudo fluísse normalmente. E sabe o mais engraçado? Eu gosto do resultado final, pelo menos até agora. Não sei se mudaria alguma coisa se pudesse.
    Gostei de estar aqui.
    Obrigada pela oportunidade de refletir.
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Perguntas que me puseram a pensar e podem conduzir à resposta.

    A registar.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  10. Cris, essas questões são demais!!! Ainda não saí das primeiras e vc saiu de férias e voltou kkk. Fiquei desejando a vc excelente férias e "matutando/digerindo" cada questão.

    Está gerando processos e processos...
    Muito obrigada!
    bjs Rosangela

    ResponderExcluir
  11. Querida Cristiane!
    Essas perguntas me fizeram refletir muitos aspectos da minha vida!
    Muito obrigada por compartilhá-las.
    Um grande e forte abraço
    Léia

    ResponderExcluir
  12. Boa Noite Cristiane!
    Porque fazemos tantas coisas que não gostamos e gostamos de tantas coisas que não fazemos...
    Me fez pensar que faço muitas coisas, não por obrigação, mas pra manter um equilíbrio e um bom relacionamento familiar, e quanto a deixar de fazer tantas coisas gosto...acontece sim, .... é pra se pensar e não deixar acontecer.
    Márcia

    ResponderExcluir