10 de dez de 2015

O Que Eu Amo Quando Digo: "Eu Te Amo" ?


Nossos relacionamentos amorosos envolvem muito mais do que as duas pessoas. Incluem também seus mundos internos e externos. Quando falamos: "Eu te amo", o que estamos realmente dizendo? 

Estamos comunicando que amamos o mundo dessa outra pessoa, mais ainda, que amamos a experiência de ser alguém nesse mundo. O relacionamento com o outro é muito mais um relacionamento consigo mesma do que qualquer coisa - ainda que acreditemos o contrário.

Assim como um homem adora uma mulher que o faz sentir mais homem, as mulheres se apaixonam pelo mundo dele. Não importam tanto suas características pessoais, mas como eles dançam entre as posições masculina e feminina.

Ao invés de nos preocuparmos com métodos de sedução, de auto-estima, e etc... bastaria cultivar um mundo amplo, rico de possibilidades. Mesmo sozinhas poderíamos fazer isso. Prá começar responda: 

Sua presença  evoca um ambiente de mistério ou exploração lúdica, calma, espacialidade, frescor? 

Como é o seu mundo? 

Quais experiências você oferece?  

Por quais paisagens internas e externas você pode levá-lo a passear?

Toda mulher sabe que será tratada do mesmíssimo jeito com que seu parceiro se relaciona com os fenômenos em geral. Ao ver um homem falar de sua paixão por vinhos, a mulher imagina o que essa paixão se tornará quando lhe for direcionada. É por isso que ela observa como ele chama o garçon, como resolve problemas, como brinca com uma criança...

O melhor jeito de conquistar uma pessoa é cultivar uma mente sem bagunça, pronta para recebê-la em casa. Um filme que dê gosto de encenar. É já viver num mundo no qual ele vai querer entrar. Fazer de sua vida toda uma boa cama para ele se deitar.

Você pode começar agora, nunca é tarde!


Gustavo Gitti
Revista Vida Simples
Ago/2011
    


7 comentários:

  1. Muito lindo, muito bom, muito especial... Gostei de passar por aqui, como sempre...
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Cristiane , gostei bastante do texto . Interessantíssimas as colocações do autor . Agradeço a partilha e suas delicadas visitas ao meu espaço . Beijos e bom final de semana .

    ResponderExcluir
  3. Aprendendo... Obrigada!
    Abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderExcluir
  4. Cris,
    acabei de ler mais um sugestivo poema de Cora Coralina, onde ela nos convida a sermos "pedra de segurança" e eu acrescento ainda, "asas de sonhos bons"; o que me leva a crer num promissor ambiente favorecedor de amores claros e intensos.

    * Que o tempo que agora vai se findando leve consigo todos os desconfortos passados.Que um novo e alvissareiro portal se abra a tua frente.

    Bjos, Cris.
    Calu

    ResponderExcluir
  5. Oi Cris!É mesmo um encontro,não só de corpo e alma,mas de experiências de vida.Por isso,muitas vezes é importante ter certa tolerância com os defeitos alheios,ou o encontro não vai durar muito...Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Sabe aquelas palminhas que a gente usa no WhatsApp? Queria tê-las aqui! Muito bom o artigo!
    Acho também que amamos quem somos ao estar com determinada pessoa; por isso é que de repente parece que nenhuma outra vai nos fazer feliz como aquela... porque atribuímos a ela parte dos nossos sonhos... e continuamos a amar, no outro, a nós mesmos.
    Feliz de estar voltando e por estar aqui!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  7. Oi Cris,
    O texto é belíssimo, mas às vezes nos apaixonamos por mentes bagunçadas. Um certo caos pode ser atraente.
    Bjs

    ResponderExcluir