12 de mai de 2016

Filme - Não Olhe Para Trás

Não Olhe Para Trás
USA - 2015

O que dizer de um filme como esse? Belíssimo? É pouco...

Fiquei encantada com esta história REAL e pela forma delicada e bem humorada com que foi contada.

Trata de um tema fundamental na jornada de auto-conhecimento: a Redenção.

Quando Danny Collins (Al Paccino), um músico muito popular, faz 65 anos, percebe-se infeliz e num vazio que nem a fama, o dinheiro, as drogas e as mulheres conseguem preencher.

Parece que tomou o rumo errado e não há como voltar para trás.

Mas eis que ele descobre uma carta escrita por John Lennon há 34 anos e que ele não recebeu na época. O conteúdo da carta o deixa em estado de choque por vários dias.

Se ele tivesse recebido essa carta na época, tudo poderia ter sido diferente...

Ele então cancela a turnê e se retira para uma cidadezinha pacata para pensar, tentar encontrar um novo caminho e resgatar assuntos inacabados do passado.

Este filme tem muitas sutilezas e metáforas maravilhosas, para conversarmos por horas...Mas vou dar apenas umas dicas.

Uma característica marcante do personagem é seu senso de humor mesmo nos piores momentos. Isso permite que encontre saídas criativas para os impasses.

E bota criatividade nisso...

Outra lição incrível é que não precisamos ser perfeitas para sermos boas pessoas. O caminho da individuação não é uma linha reta, é uma espiral, passamos muitas vezes nos mesmos lugares, mas cada vez com uma visão diferente da situação e outras possibilidades de escolha.

O passado não pode ser mudado, é preciso aceitar isso, fazer os lutos necessários e buscar dentro da alma o caminho  da reparação possível e depois seguir um novo rumo.

A redenção não é feita da forma como nós queremos, mas como a vida quer. Precisamos estar atentas e abertas para isso. E o personagem está!

O final traz uma redenção magnífica, que nos deixa emocionadas e com um sorriso no rosto. Mas preste muita atenção na cena para não perder a sutileza que muda tudo...

Continue vendo os créditos finais, porque o verdadeiro Danny Collins aparece contando a história da carta.

Recomendadíssimo!




9 comentários:

  1. Bom dia Cristiane!
    Fiquei bem interessada em ver o filme após ler o post.
    Assim que eu o fizer, venho te contar.
    Um abraço e desejo de um ótimo dia!
    Sônia

    ResponderExcluir
  2. Puxa, não assisti,mas fiquei com vontade!Vou anotrar! Boa dica! bjs, chica

    ResponderExcluir
  3. Puxa vida, é do jeitinho que gosto! Quero assisti-lo! Abração e obrigada pela dica!!

    ResponderExcluir
  4. Bela dica Cris!Me parece o tipo de filme que gosto,mudar nossa vida quando é preciso fazer isso...Um abraço!

    ResponderExcluir
  5. Assisti e adorei, obrigada pela dica bjsss

    ResponderExcluir
  6. uhmmm....fiquei curiosa!
    Nesse friozinho.... cobertor e pipoquinha,bom pedido!

    Imaginei um ciclo de filmes (mensal ou qq outra frequencia) numa sala da cinemateca e depois uns chas ....para comentar todas as sutilezas e metaforas.
    Cris, seria demais,... sei que vc ja tem muito trabalho mas deixa eu sonhar acordada, tambem!

    Obs meu teclado esta ^desobediente^...
    bjs, Rosangela

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Eu vi esse filme...e gostei muito!
    Realmente ele é Maravilhoso!
    Um super bjo!

    Alê - Bordados e Crochê
    Facebook
    Twitter
    Instagram

    ResponderExcluir
  8. OI Cris! Que delícia de filme! Assisti com meu esposo! demos boas gargalhadas e aprendemos muito! Obrigado pela dica! Gratidão! Abraços

    ResponderExcluir
  9. Bom dia!
    Vim voando lá da Alê que postou uma breve resenha deste filme e linkou seu blog.
    Não assisti ainda, mas gosto muito deste ator e já vai para a minha listinha depois de reforçar a resenha lendo aqui.

    Abraços esmagadores e feliz Agosto!

    ResponderExcluir