8 de set de 2016

Ítaca



Se partires um dia rumo a Ítaca,
faz votos de que o caminho seja longo,
repleto de aventuras, repleto de saber.

Nem Lestrigões, nem os Ciclopes
nem o colérico Posídon te intimidem;
eles no teu caminho jamais encontrará
se altivo for teu pensamento, 
se sutil emoção teu corpo e teu espírito tocar. 

Nem Lestrigões nem os Ciclopes
nem o bravio Posídon hás de ver,
se tu mesmo não os levares dentro da alma,
se tua alma não os puser diante de ti.

Faz votos de que o caminho seja longo. 

Numerosas serão as manhãs de verão
nas quais, com que prazer, com que alegria,
tu hás de entrar pela primeira vez um porto
para correr as lojas dos fenícios
e belas mercancias adquirir:
madrepérolas, corais, âmbares, ébanos,
e perfumes sensuais de toda a espécie,
quanto houver de aromas deleitosos.

A muitas cidades do Egito peregrina
para aprender, para aprender dos doutos.

Tem todo o tempo Ítaca na mente.
Estás predestinada a ali chegar.
Mas não apresses a viagem nunca. 

Melhor muitos anos levares de jornada
e fundeares na ilha velha enfim,
rica de quanto ganhaste no caminho,
sem esperar riquezas que Ítaca te desse. 

Uma bela viagem deu-te Ítaca.
Sem ela não te ponhas a caminho.
Mais do que isso não lhe cumpre dar-te.

Ítaca não te iludiu, se a achas pobre.
Tu te tornaste sábia, uma mulher de experiência,
e agora sabes o que significam Ítacas.


Konstantinos Kaváfis
(Trad. 
José Paulo Paes)


Na Mitologia Grega, Ítaca era a ilha natal de Ulisses, para onde ele voltaria ao final da Odisséia, mas aqui adquire um valor simbólico, uma metáfora da própria vida.

O poema foi escrito como se o leitor fosse um homem, tomei a liberdade de trocar para o gênero feminino em função do significado para nosso trabalho.

Para aquecer as participantes do novo Grupo: Mito e Psique que iniciará em setembro e compartilhar um pouquinho desta jornada com todas as nossas leitoras!

Qual é sua Ítaca? Como está sua viagem?





8 comentários:

  1. Incrível! Desejo o melhor para o encontro, um dia quero estar neste grupo também!!!

    ResponderExcluir
  2. Olá, Cristiane. Minha viagem a Ítaca é uma aventura, por vezes em mares bravios, e outras vezes navegando suavemente. Mas o importante, como diz o poema, é que chegarei rica de quanto ganhei no caminho, de experiência e aprendizado. Grata pela visita sempre carinhosa ao meu (nosso) blog. Somos todos flores de lótus buscando a luz para florescermos. Beijo grande.

    ResponderExcluir
  3. que bela poesia! gosto demais da mitologia grega, e comecei a trazer alguma coisa para o blog Coisas de criança, acho uma cultura fundamental para todos os tempos. fica com Deus amiga, bjs

    http://espiritosevangelizados.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá Cristiane!
    A viagem pela vida é sempre cheia de surpresas, algumas não são tão agradáveis, mas acredito que sempre vale a pena, principalmente quando temos nossa ilha chamada lar, para volta.
    Abraço
    Sônia

    ResponderExcluir
  5. Lindo poema Cris!!! Uma grande jornada, mas que no final irá te enriquecer...

    ResponderExcluir
  6. Gostei muito , Cristiane . A viagem à Itaca é aventura que cada qual deve ter . Alegria e tristeza estão presentes , fazem parte do caminho . Obrigada pela partilha . Beijos

    ResponderExcluir
  7. Incrível poema!
    Quanto a minha jornada...às vezes apresenta dificuldades mas após resolvidos, problema superado. A viagem prossegue para outros desafios e descobertas.

    Desejo sucesso ao seu grupo, à evolução de seu lindo trabalho.

    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Que seja uma viagem longa, surpreendente e ampla de belezas.

    ResponderExcluir