13 de out de 2016

Filme - Sabor da Vida

Sabor da Vida
Japão - 2015

Quando terminei de ver este filme estava tão extasiada com a beleza da história e a delicadeza com que foi contada, que quis assistir de novo!

Sentaro é um homem taciturno, que dirige uma pequena confeitaria especializada em dorayakis, um doce feito com duas pequenas panquecas recheadas de pasta de feijão, muito tradicional no Japão. Ele procura um ajudante de cozinha.

Num belo dia aparece Tokue, uma senhora idosa querendo a vaga. Ele recusa pois acha que o serviço é pesado para alguém nessa idade, mas ela insiste tanto que ele acaba cedendo e lhe dá uma chance.

E eis que algo incrível acontece. Tokue tem mágica em suas mãos e faz o doce aparentemente tão simples tornar-se irresistível até para Sentaro, que não gosta de doces.

O negócio começa a prosperar, formam-se filas de pessoas querendo dorayaki. Sentaro e Tokue começam a desenvolver uma profunda amizade e compartilham suas histórias de vida. 

Há também uma menina, que é freguesa antiga da loja e torna-se um elo de ligação importante entre Tokue e Sentaro.

A forma como Tokue se relaciona com o feijão e com todo o processo de fazer o doce revela a profunda reverência que ela tem pela vida e transforma todos os que estão ao seu redor.

Essa amizade traz uma cura profunda para as feridas dos personagens, com uma poesia indescritível!

São tantas as mensagens que o filme nos traz....mas fiquei profundamente tocada pelo fato de perceber que independente da idade, vigor físico ou o nível social de uma pessoa, se a alma for pura, tocará e transformará outras almas e seu legado perdurará.

Em uma cena Tokue diz: O mundo existe para ser visto e ouvido. Você não tem que se preocupar em ser "alguém", mas tentar enxergar e ouvir o que ele quer te dizer...

Recomendadíssimo!


5 comentários:

  1. Oi Cris,
    Adorei a resenha. Não encontrei o filme na netflix, mas encontrei on line e vou ver.
    Obrigada pela dica.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Cris, passei aqui pela manhã e assisti ao trailer. Fiquei encantada! Já querendo assistir.
    Como não tenho netflix, vou procurar de outra forma.
    Obrigada pela dica!
    beijo.

    ResponderExcluir
  3. Não pude passar aqui ao final do filme porque molharia o teclado com minhas lágrimas.
    Que filme incrível!
    Assistimos eu e a filha pela tarde. Foi surpreendente. Faltam até palavras, apenas quero agradecê-la por essa maravilhosa partilha!
    Beijo.

    ResponderExcluir
  4. Obrigada pela dica, Doutora querida. Vou com certeza assistir o filme e sei que vou adorar.

    Desculpe não aparecer, nem me lembro que a internet existe, às vezes, de tanto serviço, tantas preocupações... Tenho costurado tanto e não consigo vender nada, todo mundo adora, mas quer de graça... Tá difícil realizar meu sonho - mas eu não perco a fé. Beijos, amiga querida.

    ResponderExcluir
  5. Um encanto, dos filmes que eu gosto. Tenho descoberto belíssimos filmes asiáticos.

    ResponderExcluir