13 de jan de 2013

Corações Descontrolados


Corações Descontrolados
Ciúmes, raiva, impulsividade,
o jeito borderline de ser
Ana Beatriz Barbosa Silva
Ed. Fontanar

      Todas nós conhecemos pessoas com personalidades "intensas", aquelas que sofrem demais, são muito ciumentas, têm explosões de raiva, de desespero, descontrole emocional e instabilidade de humor. 
     Não é raro ouvirmos que alguém é "de lua", que "nunca se sabe como vai reagir", ou ainda que "conviver com ele/ela é estar sempre pisando em ovos"...
       Ser um borderline ou conviver com alguém com essas características é exaustivo.
      Este livro da Dra. Ana Beatriz foi escrito para leigos, mas é um dos melhores que já li sobre o tema!
     Ela tem um estilo envolvente, vai contando casos clínicos, explicando o funcionamento dessas pessoas, com orientações de tratamento e dicas muito práticas para aqueles que convivem com pessoas portadoras desta condição. 
     No final há um capítulo inteiro dedicado às celebridades portadoras deste transtorno como Marilyn Monroe, Elizabeth Taylor, Amy Whinehouse, Janis Joplin, Tony Curtis...
      Um livro interessante e esclarecedor para todos e essencial para terapeutas!
      Recomendo!

8 comentários:

  1. Oi Cris,
    Eu li e gostei muito. Minha mãe, hj falecida, era alguém que se enquadrava no transtorno.
    Beijos 1000 e uma ótima semana para vc.

    GOSTO DISTO!

    ResponderExcluir
  2. Gostei da indicação amiga, deve ser muito interessante.
    Uma ótima semana pra você!
    bjus!

    ResponderExcluir
  3. Confesso, quero distância desse tipo de pessoa. São tão infinitamente cansativas e sei do que falo.
    Um beijo, querida.

    ResponderExcluir
  4. Caríssima
    Já convivi com pessoas borderlines e é realmente exaustivo!
    Na época da universidade, meu supervisor sempre brincava dizendo que quando temos um cliente borderline queremos sempre passá-lo para um outro terapeuta... outro terapeuta que odiamos:)
    Adoraria ler esse livro.
    Um forte abraço
    Léia

    ResponderExcluir
  5. Confesso que quando a sugestão apareceu (em supervisão), surgiu também a minha resistência atraves do pensamento ‘poxa, queria ler algo mais light neste momento’...
    Respeitando e reconhecendo a profundidade e importância do tema tratado, falei sobre o livro como um ‘livro técnico para leigos’, fácil compreensão, didático e leitura gostosa (repito! Considerando a e valorizando a seriedade do assunto).
    Adorei a dica!
    Até breve Cris,
    Priscila Vitorino

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Priscila!

      Que bom ver você por aqui!
      Volte sempre.
      Bjs

      Excluir