27 de nov de 2015

"Poeira de Estrelas" de Ludovic Florent


Recentemente fiz um post com uma imagem que chamou a atenção de muitas leitoras. Era do fotógrafo Ludovic Florent que uniu a beleza do corpo humano, da dança, da luz e da poeira e criou imagens incrivelmente belas.


Ele registrou bailarinos dançando nus em meio a uma poeira (farinha de trigo) que era lançada ao ar em cada passo como resultado dos movimentos. O ensaio tem um nome igualmente belo: "Poeira de Estrelas".


O efeito é delicado, poético e encanta...criando formas como asas, corações, ondas, que embelezam ainda mais os movimentos dos bailarinos.


Ele tem uma obra extensa sempre honrando a beleza do corpo humano e dos elementos da natureza, como a água, a luz, a terra e o ar. Se quiser conhecer mais visite o site do artista.

"Por trás de cada envelope carnal se esconde uma alma que é uma mistura entre sensibilidade e extravagância, que eu tento capturar em minhas fotografias."
Ludovic Florent

É importante todos os dias contemplar algo belo, pois a beleza tem um efeito terapêutico para nossa alma.

Como disse Dostoievsky: "A beleza curará o mundo".

Bom final de semana!

7 comentários:

  1. Bom dia, Crist! Lindas fotos!
    Dá vontade de dançar e voar.
    Bom fim de semana.
    Beijos.
    Eliz

    ResponderExcluir
  2. Oi Cris,
    Amei as imagens! O nome não poderia ser mais poético.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Muy bonitas fotografías.
    La unión de la gimnasia rítmica y la música, más la atmósfera que mana y el sentimiento humano es toda una gozada.
    Gracias por compartir.

    Un beso.

    ResponderExcluir
  4. Oi Cris =)
    AMEI o ensaio. A 'poeira' conseguiu formar imagens incríveis.

    Beijos de Luz,
    Marinah | Meu Doce Apartamento - Literatura, Culinária, Caseirices e muito amor!♥

    ResponderExcluir
  5. Realmente lindas as imagens,mas não é só o corpo feminino que é bonito,faltou um bailarino aí...(risos)
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  6. Boa noite Cristiane!
    Imagens lindas, a poesia através da dança.
    Um abraço, Sônia.

    ResponderExcluir