7 de mar de 2011

Filme - Mademoiselle Chambon


Estou numa fase de ver e rever filmes franceses para aprimorar o idioma e encontrei algumas pérolas que vou compartilhar com vocês:
         Mademoiselle Chambon
         É um filme singular. Um filme corajosamente belo e poético. É minimalista, fala-se pouco.  O que mais se ouve é o silêncio.  Mas o quanto é dito nestas pausas... 
        E a música, quando entra  (no violino tocado pela protagonista) entra divinamente. Quando Veronique toca para Jean no aniversário de seu pai vemos uma das mais belas declarações de amor que o cinema já mostrou.
       A história é simples, é a história de um  grande amor que não pôde acontecer. Mas a forma como é contada e a atuação dos atores principais é fora do comum. Detalhe: O casal de atores havia se divorciado há pouco tempo e fazem no filme  um casal que se apaixona. 
      O filme é riquíssimo em metáforas e símbolos do que acontece no interior dos personagens, como por exemplo a troca da janela na casa de Veronique. A presença de um na vida do outro é como uma janela que se abre e permite que se descubram aspectos desconhecidos de si mesmos. As portas e janelas no filme se abrem e se fecham em sintonia com os acontecimentos, preste atenção.
     Se você gosta de filmes de arte, assista.
     Já está disponível em DVD e  não deixe de assistir nos extras à ótima entrevista do diretor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário