18 de ago de 2019

Filme - A Intrometida


Confesso que comecei a assistir sem esperar muito deste filme e me surpreendeu! Tem um clima sessão da tarde, roteiro interessante e soluções bem criativas.

Susan Sarandon está excelente no papel de Mamie, uma mulher que passou a vida dedicada à família. Mas a filha cresceu e foi morar do outro lado do país. Um tempo depois o marido de Mamie faleceu. 

Ela recebeu um polpudo seguro de vida. Mas não sabe o que fazer com sua vida. Continua sendo uma pessoa alegre e curiosa, mas está meio perdida...Então ela decide ir morar bem pertinho da filha, para "cuidar dela". 

Ao chegar lá descobre que a filha está saindo de um casamento, com dificuldade para virar a página. Deseja um tempo para si. Mas a mãe quer atenção, não pára de mandar mensagens, de chamar para sair e até entra na sua casa sem avisar!

É confusão na certa, não é? Então a filha dá um basta e se afasta. Nesse momento Mamie começa a ter de interagir com outras pessoas, buscar novos interesses, um sentido para sua vida. 

Ela vai experimentando várias possibilidades...inclusive terapia. E a terapeuta tem um papel importante nessa nova jornada. Os diálogos delas nas sessões são ótimos.

Nesse caminho ela encontra pessoas interessantes, que desejam e precisam de sua presença sempre carinhosa e atenta. Constrói uma rede de relacionamentos significativos, que traz uma nova cor para sua vida. 

Mas claro que ela se mete em algumas confusões engraçadas...E acaba encontrando o amor onde menos esperava.

Com menos pressão e exigências com a filha, dá espaço para que ela encontre seu caminho de cura para poder virar a página do relacionamento que acabou e seguir adiante. 

O filme aborda também a importância de fechar ciclos, de fazer os lutos necessários para que o novo possa surgir. 

É muito bom ver uma mulher que foi educada para servir (e que se sentia feliz com isso) descobrir que pode ir além do seu mundinho, que pode desejar novas experiências, aprender novas habilidades, construir amizades e dar um significado muito maior à sua vida, mesmo em uma idade mais avançada. 

Uma delícia de filme, tem no Netflix.

Recomendo!



3 comentários:

  1. Que legal esse filme e Suzan é sempre um show a parte! beijos, linda semana,chica

    ResponderExcluir
  2. Vou assistir , Cristiane . Obrigada pela indicação . Beijos

    ResponderExcluir