1 de set de 2014

Ai que Ciumeira...


O ciúme é uma das emoções humanas mais complexas, nasce do cruzamento entre mecanismos biológicos, história pessoal e condicionamento social. 
O que mais nos surpreende neste sentimento tão múltiplo é sua capacidade de chegar a extremos sem nenhum motivo real.
Não são poucas as vezes em que ouvimos histórias de pessoas que vasculham constantemente os pertences do outro, que tentam descobrir a senha do computador, que fuçam no celular…causando sofrimento a ambas as partes.
O que as pessoas não sabem, é que o ciúme não tem a ver com a pessoa amada nem com seu comportamento, e não tem nada a ver com o amor que se acredita sentir por essa pessoa.

Para dizer a verdade, é um sentimento que nem necessita de amor, já que não é de amor que ele vive. Ele é um sentimento de auto-combustão, porque nasce e se alimenta exclusivamente da insegurança e do sentimento de posse do  próprio ciumento.
O ciúme não vê, não olha para fora, só olha para dentro. Um exemplo clássico é a tragédia de Shakespeare: Otelo. Se  Otelo tivesse olhado para a doce Desdêmona, veria que ela o amava apaixonadamente, e que o vilão tramava contra eles.
Que ninguém se gabe de ser ciumento. O ciúme é um enganoso prestador de serviços, pois enquanto ilude o ciumento de estar prendendo o amado através do controle constante, é ele próprio que se prende à necessidade de controlar, e se torna seu escravo.

Você já conviveu com alguém ciumento?



Todas as Imagens: Google



7 comentários:

  1. Oi Cris,
    Fui casada com um ciumento durante 7 anos. 7 anos de martírio, de perda de emprego devido ao ciúme dele, 7 anos com roupas feias e com medo de ir ao Shopping sozinha.
    Só me arrependo de ter ficado 7 anos, qdo deveria ter caído fora logo depois do casamento, pois o ciúme dele se manifestou assim que eu assinei no Cartório!
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Lidar com pessoa ciumenta é difícil e às vezes o relacionamento pode chegar a uma situação insustentável. E todos os dias tomamos conhecimento de pessoas que são mortas ou prejudicadas de alguma forma por uma pessoa ciumenta. São pessoas com raciocínio conspirador (conheci uma que beirava a loucura) que dificultam a liberdade do outro, invadem seu espaço pessoal e sua privacidade, enfim, comprometendo assim a espontaneidade da relação. Mas também é verdade que o ciumento precisa de ajuda, mas isso não quer dizer que tenhamos obrigação de viver sofrendo por ele. Porque é bem como você diz: ciúme não tem nada a ver com amor. Às vezes está muito mais ligado a inseguranças e problemas de infância do que qualquer outra coisa. E mesmo assim há quem diga que ciúme é o tempero para o amor. Será? Tempero bem indigesto, não é mesmo?
    Beijo minha querida e uma linda semana,

    Denise – dojeitode.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Olá Cristiane, também já tive um ciumento na minha vida, ciume gera medo,insegurança em ambas as partes, em quem sente e em quem é alvo do ciume, só que de maneiras diferentes.
    um abraço, Sônia

    ResponderExcluir
  4. Olá Cristiane,

    Muito bom o tema do ciúme, tão feio e perigoso.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oieeee... Apareci!!!!
    Muuuitaaa saudade!!!!!!

    ResponderExcluir
  6. Cris estou mergulhada na maternidade meeesmo... fico com minha Maricota o dia todo!!!! semestre passado fiz uma matéria virtual na faculdade e esse semestre faço uma das 8 às 9:30 de segunda, aí Davi, meu marido, fica com ela... Só vou colocá-la na escolinha meio período ano que vem!!!!
    Ai é tão maravilhoso né Cris, quero aproveitar cada segundo com minha pipoca...
    Mas está corrido, ufaaa... Não apareci mais porque não deu mesmo, senhorrrrr, kkkkk...

    Menina estou vendo sessão de terapia e esta temporada está densa!!!
    Terapia de risco é meio doido credo e sábado vou ver Blue Jasmine que vai passar no telecine...
    Depois te conto...
    E não quero mais sumir, vocêss e o blog são uma terapia!!!! Fazem muita falta!!!!

    ResponderExcluir
  7. Conheci um homem que na primeira semana depois de casado levou um dentista em casa e mandou arrancar os dentes da esposa, prá ela não ir nunca mais no dentista. Ela passou tão mal, teve tanta hemorragia, que acabou internada num hospital - daí, por medo, ele não mandou arrancar os dentes debaixo...

    Ciúmes é doença e tem gente que prefere ser doente, se compraz nisso, acha natural e até bonitinho...

    Beijos, Doutora querida.

    ResponderExcluir