24 de out de 2014

Filme - Pais e Filhos

Pais e Filhos
Dir: Hirozaku Koreeda
Japão - 2013

Este belo e tocante filme japonês foi bastante comentado em nosso grupo de estudos, por isso compartilho com vocês, pois trata da questão das relações familiares de forma bem interessante.
Conta a história de um arquiteto famoso com uma personalidade muito competitiva e perfeccionista. Tem um modo de vida ocidental, desconectado de sua cultura. Ele é casado e tem um filho de sete anos que está sendo educado para ser como ele. O garoto o adora, mas ele é um  pai  sisudo, distante e exigente.
Vamos percebendo que o arquiteto tem uma péssima relação com o próprio pai e reproduz esse conflito com o seu filho.
Um dia a esposa recebe um telefonema do hospital onde teve seu parto e eles descobrem que o bebê foi trocado na maternidade. 
Seu filho biológico está sendo criado por uma família com um perfil completamente diferente. A outra família é pobre e tem três filhos. São muito afetivos, alegres  e apegados às tradições religiosas e culturais de seu país.
Diante dessa situação, as duas famílias se aproximam e passam a conviver, as diferenças tornam-se bem evidentes. Surge em nós a pergunta: qual família é realmente pobre? 
O dilema da troca das crianças se apresenta, o que vale mais: o amor ou o sangue? O amor que se criou durante sete anos entre pais e filhos pode ser descartado?
Todos têm dúvidas e angústias quanto a esse assunto, menos o arquiteto, que parece estar resoluto com a idéia da troca. Ele está completamente dissociado dos afetos e vai aprender muito ao longo do filme.
No final, são as crianças que dão uma grande lição aos adultos com seu olhar puro, sua inocência e amor.
Como todo filme japonês, tem uma direção primorosa, elenco excelente, com destaque para os atores mirins que dão um show de interpretação. Preste atenção nos detalhes, eles dizem tanto...
Um belo filme, sem pieguice, um olhar delicado e poético para as questões mais fundamentais da vida.
Recomendo!



5 comentários:

  1. Oi Cristiane!
    que legal esta indicação, já anotei...agora com a Net now estou me deliciando com os filmes...bjs

    ResponderExcluir
  2. Sua sinopse me encheu de vontade de assistí-lo! Vai para minha listinha.
    Beijo e bom final de semana.

    ResponderExcluir
  3. Oi Cris,
    Vou procurar para ver. Adoro cinema oriental.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde Dra. Cristiane, a criação dos filhos foi uma preocupação constate em minha vida, Sempre achei necessária a figura paterna na formação do caráter da criança. Quando me dei conta da escolha errada, tentei me divorciar, mas não consegui e adoeci. Conclusão: meus filhos nunca tiveram um pai e eu falhei na educação deles, me parecem filhos trocados, não sentem nenhum amor por mim..
    Esse tema me interessa muito, vou tentar assistir, gostei da sinopse, agradeço pela indicação, abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderExcluir
  5. Você sempre nos dando excelentes sugestões de filmes!
    Emocionei-me apenas lendo o teu resumo.
    Espero que o amor seja vencedor!
    Infelizmente quase não os encontro aqui!
    Um abraço
    Léia

    ResponderExcluir