2 de out de 2014

Walden ou A Vida Nos Bosques

Walden ou A Vida Nos Bosques
Henry David Thoreau


Faz um tempinho que não recomendo a vocês uma boa leitura…

Estou relendo Walden,  que li pela primeira vez há alguns anos e desde então está entre os meus preferidos. Este livro foi um divisor de águas em minha vida. Depois dele fiz muitas mudanças em meu cotidiano, buscando a simplicidade, eliminando os excessos, abrindo espaços para o que realmente importa: saborear a vida.

Publicado pela primeira vez em 1854, ele se tornou uma bíblia secreta, lida e amada  em todo o mundo. Inspirou desde Gandhi até os movimentos ecológicos.

Conta a experiência real de H. D. Thoreau, filósofo e professor de Harvard, que aos 28 anos teve uma crise existencial e se retirou para a floresta, passando a viver numa cabana que ele mesmo construiu à beira do lago Walden. 

Lá ele passou quase três anos, vivendo de forma frugal em total harmonia com os ritmos da natureza. Foi um período muito fecundo onde ele incubou toda a  obra de sua vida. 

O livro é como um diário onde ele registra a sua experiência: desde coisas práticas como a logística para a manutenção de sua subsistência e as dificuldades que enfrentou,  até coisas mais poéticas como a beleza das diferentes estações do ano, suas reflexões sobre a vida, a solidão, os sentimentos, a busca de sentido….

Tem passagens belíssimas em quase todas as páginas! O meu exemplar está todo grifado. Tem certos momentos em que me encontro com um destes  trechos e paro um pouquinho, para respirar e absorver toda essa delicadeza e sabedoria.

Este é um livro que nos alimenta e faz nossa alma dançar…

Recomendo a todas e principalmente às participantes dos grupos. 

Como é um clássico, talvez você já tenha lido. Se já leu, conte para nós qual foi sua experiência, qual o trecho que mais te marcou?


Compre livros semi-novos, quanto mais um livro circula, menos árvores são cortadas. Encontrei o meu aqui.









7 comentários:

  1. Cris, esse livro está na minha lista para ser comprado! Que feliz coincidência ter a indicação por você.
    Eu li um outro livro sobre uma mãe que resolveu desconectar seus filhos do mundo virtual porque haviam perdido o diálogo, a interação, o olho no olho e ela cita que uma das fontes de inspiração para concretizar seu projeto foi justamente Walden e cita trechos realmente profundos e tocantes. Foi então que eu o anotei na minha listinha.
    Encontrando por aqui, já sinto que está na hora de lê-lo!
    Beijo!

    ResponderExcluir
  2. Adorei a indicação, Cristiane. Tem toda a filosofia que quero imprimir em minha vida. Vou dar uma olhada nos sebos vê se encontro. Por incrivel que pareça não li esse livro, pois sou uma leitora contumaz.
    Muito obrigada pela indicação.
    Bj,
    Lylia

    ResponderExcluir
  3. Gostei da indicação, vou procurar, eu também compro livros em alfarrevistas, beijo amiga

    ResponderExcluir
  4. Na próxima semana já irei resgatar esta ausência em minha vida, Cris, vou correr pra uma livraria.Não li nada do autor e vejo que preciso corrigir esta falha a partir de tua indicação.Grata.
    Proveitoso final de semana pra vc.
    Bjos,
    Calu

    ResponderExcluir
  5. Cristiane , acho que não consegui enviar meu comentário . Então , escrevo , novamente , para lhe dizer que conheci Thoreau através de uma crônica da Clarice Lispector . Penso até que , publiquei um trecho no meu blog , há algum tempo . Sairei a procura do livro que você nos recomenda . Obrigada . Beijos

    ResponderExcluir
  6. Já notei, Cris! Que graça esse post...fazer a nossa alma dançar...Sabe, eu também revi todos os meus conceitos depois que tomei um susto muito grande em 2012. Agora quero tudo mais simples. Como diz o lenine, "a vida é tão rara..." Não li ainda, já está anotado. Bjs, querida!

    ResponderExcluir