14 de nov de 2014

Os Livros Que Iluminam Minha Vida - Parte 1



Sou uma leitora voraz, desde que aprendi a ler estava sempre com um livro ou gibi nas mãos. Tenho carinho e gratidão enorme a eles, acredito que os livros me salvaram várias vezes.
Inspirada pela amiga Fernanda, do Templo das Borboletas, decidi compartilhar com vocês  livros que são tesouros para mim: alguns curaram feridas, outros  provocaram mudanças profundas, e outros me ajudaram a encontrar o que seria minha missão.
Nesta primeira parte vou citar os livros que me enraizaram na vida, deram lastro para enfrentar as dificuldades, ampliaram os horizontes e revelaram uma experiência de beleza.
A lista não está em ordem de importância, porque todos estes são igualmente preciosos.

“Reflexões sobre a Arte de Viver”
Joseph Campbell
Já perdi as contas de quantas vezes o li. Um livro lindo,  que provoca muitas reflexões, o autor compartilha várias histórias de sua própria busca por uma vida significativa. Não é auto-ajuda, longe disso. Mas se fosse possível escrever um manual para nos conduzir sabiamente ao longo da vida, seria este. Tem sido meu companheiro há mais de duas décadas.


"Memórias, sonhos e reflexões"
Carl Gustav Jung
É a auto-biografia deste grande conhecedor da alma, que se mostra a nós em toda sua humanidade. Considero Jung um dos meus mestres.
Li pela primeira vez aos 23 anos, era jovem demais e não entendia as profundas experiências que esse homem viveu. Mesmo assim não conseguia largar o livro, parecia que tinha um ímã.
Este livro definiu o que seria minha missão na vida, mas só fui descobrir muitos anos depois...



"Grande Sertão: Veredas"
João Guimarães Rosa
Uma das maiores obras da literatura universal e um dos melhores compêndios de psicologia. Se você abrir o livro em qualquer página, aleatoriamente, encontrará passagens belíssimas e de profundo conhecimento do ser humano.  Através da história de amor entre Riobaldo e Diadorin  e da guerra entre os jagunços,  vamos nos deparando com as grandes questões da existência. Participei de um grupo de estudos onde, durante dois anos, fizemos uma análise psicológica deste livro, foi transformador. Para reler sempre...


"A Descoberta do Mundo"
Clarice Lispector
Uma autora fundamental. Gosto de tudo o que ela escreveu, mas este volume é especial, um dos meus livros de cabeceira. 
É como um diário de bordo da sua vida; paixões, histórias, entrevistas, filmes, e tudo o que participou de alguma forma de sua existência. São crônicas publicadas no Jornal do Brasil entre 1967 e 1973. A beleza, a lucidez e a riqueza da escrita  são a marca desta autora. Nestas crônicas, uma mulher se constrói, se questiona diante de si mesma, dos outros e... descobre o mundo!
Quando o li pela primeira vez tive a sensação de que um véu se levantava  e vislumbrei uma nova perspectiva do que é ser mulher.


Prosa Reunida
Poesia Reunida
Adelia Prado
Aqui não vou citar um livro só, porque tudo o que ela já escreveu é maravilhoso e sagrado. Mas se você nunca leu nada dela e gosta de prosa, leia um livro chamado “Filandras”, se gosta de poesia leia o livro “Bagagem”. Tive a felicidade de assitir a uma palestra dela na Sociedade Brasileira de Psicologia Analítica e depois pude conversar pessoalmente com ela e receber uma dedicatória no livro Bagagem, que levei comigo. Ela é puro amor. Inesquecível. Ler Adelia é uma experiência sublime. Um mergulho nas profundezas da vida e do ser feminino. 



Obra Completa
Manoel de Barros
Tudo o que ele escreveu me emociona! Se você nunca leu e quer conhecer, recomendo “Ensaios Fotográficos” (poesia) e a trilogia “Memórias Inventadas” - os ‘causos’ de suas várias infâncias. Uma experiência de resgate da pureza do olhar, da inocência, do brincar e da alegria. Ele me ensinou a olhar para a miudeza do cotidiano e valorizar as coisas ‘desimportantes'. Obrigada querido poeta, soube que ontem você ficou “encantado”, brilhará para sempre no meu coração.

Você leu algum destes livros? 
Tem livros que fizeram você mudar a forma de ver o mundo, que alteraram sua trajetória? Conte para nós.

Para ver a segunda parte, clique aqui






15 comentários:

  1. Gostei de ver teus títulos e cada um deles sempre deixa uma marca em n´[os! Ótimo fds!beijois, chica

    ResponderExcluir
  2. Uma lista muito inspiradora, Cris.Só li dois: Rosa e Adélia.Já tomarei nota dos outros pra acrescentar na pilha.Ontem li na frase do Mangel o que aqui é confirmado e eu creio: "Somos os livros que lemos"!

    Nesta semana de boa febre literária as dicas-estelares são bem-vindas.
    Bjkas mil.
    Calu

    ResponderExcluir
  3. Já estou aguardando a parte dois! Que postagem gostosa, passear com você conhecendo os títulos que te marcaram. Já li o Grande Sertão Veredas, um pouco de Adélia Prado e tenho como xodó a Poesia Completa de Manoel de Barros.
    Destacar a importância da leitura... lindo post!
    Bom final de semana. Bj

    ResponderExcluir
  4. Bom dia linda amiga, eu li Grande Sertão: Veredas e Manuel de Barros, que hoje nos deixa para sempre, mas deixou legado rico!
    Sempre aprendi tudo o que sei hoje, com a Vida e com os livros, assim como você, jamais deixei de ler!
    Amei ler aqui, voltarei para a continuação!
    Abraços e bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  5. Oi Cris,
    Não li nenhum destes livros, mas vou salvar a sua listinha para procurar. Me sinto em falta com Guimarães Rosa por nunca ter lido!
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Cris,
    Uma excelente ideia! Li da sua lista apenas o da Clarice Lispector.
    Quero ler outros. Um beijo querida.

    ResponderExcluir
  7. JÁ li Jung, gosto de psicanálise, e tenho livros que me marcaram, mas não constam dessa primeira lista,
    veremos a segunda, beijo Cris e bom fim de semana

    ResponderExcluir
  8. Estive ausente por um pouco, mas retorno feliz por passar por aqui, sempre aprendo muito e me sinto instigada a vasculhar a minha própria alma...
    Gosto muito.
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Adoro ler.

    Dos seus livros favoritos, não conhecia o primeiro: Joseph Campbell...nem conhecia....vou procurar nas livrarias.

    Agora, o passarinho Manoel de Barros ...ahhh...amor eterno!

    beijinhos, Cris, querida, tenha um bonito final de semana,

    Lígia e =^.^=

    ResponderExcluir
  10. Ôôô, Manoel de Barros... Coisa linda de se ler, não? Assistiu ao documentário sobre ele? Só dez por cento é mentira. Belezura. E ele combina com a Adélia. :o)

    Não sei o que acontece, mas (olha a vergonha)... nunca li Clarice. Vou começar pela sua dica!

    ResponderExcluir
  11. Agradeço dra. Cristiane, da 1ª lista, li apenas do Guimarães Rosa - Grande Sertão Veredas, já estou anotando os outros. Pretendo me lapidar no aprendizado e, suas referências mais o grupo, me proporcionarão condições de conhecimento, obrigada pela oportunidade, abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderExcluir
  12. Também sou uma leitora voraz e coloco todos esses livros na minha listinha!
    Muito obrigada pela partilha.
    Aguardo a 2a parte.
    Bjo grande
    Léia

    ResponderExcluir
  13. Muito bom alguém nos cutucar de vez em quando com títulos obrigatórios. Ando muito desatenta de mim ultimamente com relação á leitura. O livro que estou lendo atualmente já estou com ele a uns dois meses e nem cheguei ao meio. Preciso corrigir isso e vou começar hoje. Bj

    ResponderExcluir
  14. Que lista maravilhosa. Li Grande Sertão, muitos poemas de Adélia e Manoel de Barros, algumas crônicas da Clarice e fiquei com muita vontade de ler esses dois, Campbell e Jung, já anotei! Adorei a ideia de partilhar suas leituras, gratidão!!

    ResponderExcluir
  15. Cristiane , como você sou voraz leitora . Os livros me salvam e me encantam . Meus filhos cresceram vendo a mãe ler de bula de remédios a livros jurídicos ... E isto , certamente , fez com que tivessem o hábito da leitura . Desta sua lista só não li o livro do Jung . Mas , vou tratar de lê-lo . Obrigada por partilhar conosco destas maravilhas . Beijos .

    ResponderExcluir