17 de dez de 2015

Filme - A Dama Dourada

A Dama Dourada
Reino Unido e EUA - 2015

Este belíssimo filme foi indicado pela Raphaella, nossa querida amiga do Círculo e do Grupo de Estudos. Baseado em fatos reais, com Hellen Mirren em atuação magnífica, reconstituição de época impecável e um roteiro muito envolvente.

Conta a história extraordinária de Maria Altmann uma senhora austríaca, que emigrou ainda jovem para a América fugindo da Segunda Guerra e que tem uma vida modesta e pacata na Califórnia. 

Com a morte de sua irmã, ela encontra cartas e documentos antigos que revelam um segredo: todas as obras de arte que adornavam sua casa na infância e  agora estão no Museu de Viena não foram doadas ao governo em testamento por seus parentes, mas roubadas pelos nazistas.

Ela decide processar o governo da Áustria para reaver a obra prima de Gustav Klimt "A Dama Dourada", o retrato de sua querida tia Adele, que está profundamente ligado à memória de tempos felizes de sua família ainda unida, e tem um valor sentimental para ela.

Só tem um pequeno detalhe: o quadro se tornou a "Monalisa" dos austríacos e custa hoje mais de 100 milhões de dólares, lógico que eles não querem perdê-lo.

Uma senhora sem recursos financeiros, assistida por um advogado jovem e inexperiente num país com leis duras. Todos diriam que ela enlouqueceu! 

Também é muito interessante o que acontece com o jovem advogado quando chega a Viena. Só lá é que ele se conecta com a linhagem de seus antepassados e isso o transforma.

Veja a linda trajetória de pessoas comuns lutando contra uma estrutura muito maior do que elas. Uma linda história que mostra a força da ancestralidade, do anseio por justiça e reparação.

Como  vimos no post anterior, ela realiza uma cura de corpo e alma, honrando os que já se foram e dando o devido descanso ao passado. Emocionante...

Não pare o filme antes dos créditos, você conhecerá os personagens reais e tudo o que aconteceu depois. 

Lindo demais. Recomendo a todas!




5 comentários:

  1. Vou procurar, Cristiane. Minha mãe é artista plástica e sempre gosta demais de filmes que envolvem a arte da pintura, restaurações, roubo de telas, falsificações...

    ResponderExcluir
  2. Grata, querida!Vou ver onde encontro, mas a história já me fascinou! Bjs e saudades

    ResponderExcluir
  3. Fiquei curiosa em relação ao filme, vou tentar encontrá-lo, beijos amiga

    ResponderExcluir
  4. Listinha, rs.
    Tô cheia dos filmes Cris. Um beijo.

    ResponderExcluir
  5. "Dando o devido descanso ao passado".

    Eu gostei da expressão.

    Você escreve tão bem.

    ResponderExcluir