13 de jul de 2015

Em Paz com a TPM - Fitoterapia - Parte 1


Se você já corrigiu sua alimentação,  está complementando as  vitaminas e minerais que descrevi aqui, fazendo atividades físicas regularmente e mesmo assim a "coisa está pegando", é preciso buscar outras alternativas que potencializem esses cuidados.

Hoje vamos falar sobre fitoterapia. Bom, primeiro é preciso esclarecer que fitoterapia e homeopatia são coisas bem diferentes. A fitoterapia consiste em utilizar partes de plantas (raíz, caule, folhas, flores ou sementes) para chás, tinturas, xaropes, compressas, ou mesmo o extrato seco ou seu óleo em cápsulas para o tratamento de doenças ou sintomas.

Um dos principais enganos que percebemos na maioria das pessoas é achar que "o que é natural, não faz mal". Todos os medicamentos, sejam alopáticos, fitoterápicos, homeopáticos ou antroposóficos podem causar efeitos adversos e reações alérgicas. É muito importante saber definir qual a melhor planta para os sintomas que a paciente apresenta. Portanto, o uso deve sempre ser acompanhado por um médico, Ok?

Vou descrever as principais plantas utilizadas para suavizar os sintomas da TPM, mas somente as que têm evidências científicas comprovadas. São várias, terei que dividir em dois posts. Então, vamos lá!

Prímula
A Prímula (Oenothera Biennis) também é conhecida como: prímula da noite, estrela da noite, salgueiro noturno, panacéia de rei, erva dos burros e primrose (em inglês).

A forma mais comum de uso desta planta é através de cápsulas com o óleo extraído das suas sementes, o óleo de prímula, que se encontra facilmente nas drogarias.

Esse óleo é rico em ácidos graxos que ajudam a aliviar inflamações e fortalecer o sistema imunológico, também contribuem para a saúde da pele.

Este óleo tem muitos usos, como aliviar dores de artrite e melhora de equizemas. Em relação à TPM, a prímula ajuda a aliviar as dores nas mamas (especialmente se associada à
vitamina E),  também reduz o nervosismo e a insônia, visto que é um sedativo leve.

Existem usos de outras partes desta planta, mas como a chance de efeito adverso seria maior, vou me restringir às cápsulas do seu óleo. 

Atenção: A Prímula não deve ser usada por mulheres grávidas, nem pessoas que sofrem de epilepsia, distúrbios hemorrágicos ou esquizofrenia.

Borragem
A Borragem (Borago officinalis), também é conhecida como borracha e foligem. Todas as partes desta planta têm usos medicinais diversos: problemas de pele, reumatismo, inflamações, aumento da lactação, febres...

As flores da borragem eram usadas desde a idade média para inspirar conforto e alegria. 

Mas como nosso tema é a TPM, o mais indicado é o óleo extraído das sementes, o Óleo de Borragem, também facilmente encontrado em drogarias.

Por ter efeito diurético suave, ajuda a reduzir a retenção de líquidos, contribui para reduzir as dores nas mamas (principalmente se associada à vitamina E), e também alivia a irritabilidade e melancolia que incomodam as mulheres que se queixam de tristeza e choram com mais facilidade nessa fase.

Muito cuidado com as folhas desta planta, pois tem alcalóides tóxicos. E também não pode ser usada por mulheres grávidas.

Como fiz várias considerações iniciais, este post já está bem longo. Nos próximos, vamos entrar direto nos usos de: Angélica Sinensis (o Ginseng feminino), Vitex Agnus Castus, Valeriana e Passiflora.

Espero que esta série seja útil a vocês. Até breve! 

Se você quiser ver a série da TPM, com todas as dicas publicadas até agora, clique aqui.








11 comentários:

  1. Aprendi bastante e vou passar seu post para filha e nora...
    Será que terá um post destes para quem esta na menopausa? Adoraria, rsss
    Bj

    ResponderExcluir
  2. Oi Cris,
    Eu já tinha sido alertada pelos médicos sobe remédios fitoterápicos, pois tive CA e posso ser sensível a eles. Estou terminantemente proibida de tomar remédio a base de soja para combater os efeitos da menô, pois os médicos não sabem quais os efeitos reais no organismo.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Oi Cristiane!
    Sensacional e muito bonita a postagem; não conhecia esta flor azul, a borragem! achei super interessante, vou repassar! um beijão e uma semana linda para ti!

    ResponderExcluir
  4. Cris,
    Bom saber que há opções pra quem sobre dessa maravilha rsrsrs.
    Uma semana cheia de paz pra você.

    ResponderExcluir
  5. Oi Cristiane, muito muito bom o post! Para mim, de um auxílio sem tamanho!
    Beijos, linda semana.

    ResponderExcluir
  6. Cris, adorei as informações preciosas da sua postagem.

    Tudo da natureza é bom, porém cada plantinha tem sua função.

    Cautela e uma boa orientação de pessoas que realmente conheçam os efeitos no organismo.

    Nunca ouvi falar na borragem...gostei em saber que é bom para TPM...vou comentar com minha cunhada que sofre desse problema...

    beijinhos, tenha um dia bem bonito!!

    Lígia e =^.^=

    ResponderExcluir
  7. Muito interessante a postagem. Minha TPM não aparece todo mês, preciso prestar mais atenção ao que consumo e aos meus hábitos para ver o que causa. Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oi Cris! Na minha adolescência fiz uso do óleo de prímula e foi realmente maravilhoso.
    Gostei de conhecer outras possibilidades por aqui.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  9. Muito interessante e útil
    Além da beleza das imagens

    ResponderExcluir
  10. Interesantísimo.
    Me encanta. Una belleza de imágenes lo mismo.
    En general es maravilloso adentrarse en tu blog. Volveré sin duda,aunque en otras ocasiones lo había intentado y la conexión no me funcionó, pero te tenía en mente. MIl gracias por compartir.
    Un abrazo.

    ResponderExcluir
  11. Há alguns meses estou tomando cápsulas do óleo de prímula e adeus TPM, sou outra pessoa! Super recomendo!
    Não tenho mais mau-humor (meu marido agradece) e nem inchaço nas mamas.
    Bjim com karim
    Léia

    ResponderExcluir