29 de mai de 2017

Correndo com Lobos - Capítulo 10 - O Resgate da Vida Criativa


Já estamos no capítulo 10, um dos mais densos do livro. São dois contos de espanto, assustadores mesmo, mostrando tudo o que não se deve fazer; para ver se a ficha cai, não é? E o terceiro conto mostra a saída.

Todo este capítulo é dedicado ao cuidado que precisamos ter com nossa alma para preservar e resgatar a vida criativa.

Foi um encontro muuuito longo! Impossível falar de tudo que trabalhamos...Mas vou destacar alguns pontos chave.


O primeiro conto: "La LLorona",  mostra o que acontece quando uma mulher coloca o centro de sua vida em outro lugar que não seja dentro dela mesma. No conto, sua âncora está no homem que ama. No momento em que ele a troca por outra ela fica à deriva e destrói tudo o que vê pela frente, inclusive a si mesma. Se você não tem o livro, pode ler o conto aqui

A mensagem deste conto é muito clara: ancore-se na sua própria vida interior, crie um espaço de cuidado e carinho para si mesma, não espere que os outros façam o que somente você pode fazer por si mesma.


O Segundo Conto: "A Menininha dos Fósforos" também é muito impactante. (Se você não tem o livro pode ler o conto aqui.

Os alertas  deste conto: Se você está num lugar que não lhe faz bem, que drena sua energia, saia daí!  E as pessoas que não valorizam sua alma, suas idéias, sua arte, seu trabalho; não merecem o seu tempo!

Não faça como a menininha do conto, não venda sua luz. Lembre-se do que a autora diz em todos os capítulos: A ingenuidade não é um atributo da mulher selvagem.

O terceiro conto : "Os Três Cabelos de Ouro", mostra que somente podemos recuperar a energia e o frescor da vida se nos permitirmos parar! (se não tem o livro, pode ler o conto aqui).

A última grande lição do capítulo é: crie tempo para cultivar a sua alma, para fazer aquilo que te nutre, inclusive para poder simplesmente não fazer nada e sonhar...

No ano passado aprendemos bastante sobre os  cuidados com o músculo íleopsoas, o "músculo da alma". Neste ano vamos aprender a modular o nervo vago, o "nervo da alma". 

O maior nervo do corpo humano, que se estende desde a cabeça, pescoço, árvore respiratória, coração, diafragma até o abdome. Regulando muitas funções vitais como pressão arterial, respiração, batimentos cardíacos, digestão e principalmente a sensação de bem estar.

Nas vivências de consciência corporal trabalhamos a respiração: soltando as tensões musculares das cadeias posteriores, desbloqueando o diafragma e trazendo a consciência para o lugar onde a respiração nasce. Para aprender a regular o nervo vago e trazer bem estar para corpo e mente.



Pois como já vimos: A respiração é a senhora da mente. E para poder parar, ancorar em si mesma, centrar-se, é preciso respirar!

E o que é a meditação senão parar e focar sua atenção em outra coisa que não sejam seus próprios pensamentos?


Depois partimos para o Movimento Autêntico, uma prática profunda e muito transformadora, que integra todo o corpo e expande a alma.

Expressamos nossas emoções e imagens interiores através da escrita poética que você poderá ver aqui.

Ufa! Muita coisa, hein....

Vocês estão de parabéns, fizemos um lindo trabalho e no mês que vem tem mais: O Resgate da Sexualidade....





5 comentários:

  1. Oi Cris,
    Não conhecia a história da Chorona e fui ler. A segunda versão, em que ela mata o filho é muito triste, e aconteceu algo assim nos EUA, onde uma mãe solteira foi rejeitada pelo namorado pq tinha 2 filhos de outro casamento. Ela colocou as crianças dentro de um carro e jogou o carro num rio. O namorado ao saber, ficou horrorizado e não quis mais saber dela.
    Conhecia a história da vendedora de fósforos e não conhecia dos cabelos de ouro, mas amei!
    Bjs
    PS: O post de sábado está no blog. Aconteceu um probleminha, mas já foi recuperado.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Cristiane!
    Não conhecia o primeiro conto, assim como no primeiro comentário, achei a segunda versão muito triste.
    É muito importante o cuidado amoroso consigo próprio, não entregar ao outro à responsabilidade por nossa felicidade. Deve ter sido um encontro de muitas emoções.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  3. Cristiane , ainda farei parte destes encontros . Mergulhos na alma . Parabéns a você e a todas participantes . Beijos e ótimo final de semana .

    ResponderExcluir
  4. Tantas verdades nesse livro e nesses contos. Não sei como vivi tanto tempo sem refletir sobre isso. Obrigada MESMO.
    Bjs
    Joana

    ResponderExcluir
  5. Fico imaginando a importância de participar desse encontro. Cada postagem sua que leio Cris, sobre este tema, fico imensamente encantada.

    ResponderExcluir