22 de ago. de 2018

Cuide Da Sua Alegria


Viver não é bolinho e complicamos demais a nossa existência. Não basta ser, precisamos "superser".
Estamos plugadas, antenadas, fazendo um monte de coisas e, por incrível que pareça, poucas fazem nossos olhos brilhar.
Nossa trajetória na vida é como se estivéssemos num rio onde, até metade da nossa existência podemos somente nos deixar flutuar e sermos levadas. À certa altura, precisamos nadar contra a correnteza. 
Nadar contra a correnteza é reeducar o olhar. Tentar ver as coisas para as quais olhamos há muito tempo sem ver.  Inclusive a pessoa amada, e aqueles que são muito próximos.
Por que  quando viajamos achamos graça em descobrir uma praça qualquer e não somos capazes de fabricar olhos estrangeiros para cantos desconhecidos de nossa própria cidade?
É mais fácil colocar o motivo do entusiasmo longe e continuar reclamando.
Nós abandonamos a alegria à sua própria sorte, queremos que brote sozinha, sem uma ajudazinha sequer.
Nossa indústria de tédio e cansaço trabalha a todo vapor e não achamos legítimo fabricar alegria?
Maturidade traz sabedoria, mas também traz tédio e preconceito. Temos que tomar cuidado e abrir as janelas para ventilar. Há que se reinventar.
Podemos dar mais chances para a alegria....O que faz seus olhos brilhar?


8 comentários:

  1. Cristiane , adorei seu texto porque nos leva à reflexão .
    Há um filósofo espanhol , Fernando Savater , que no seu livro , Ética para meu filho " , pergunta : O que é a alegria ? " Um sim espontâneo à vida que brota dentro de nós , às vezes quando menos esperamos . Um sim ao que somos ." Beijos

    ResponderExcluir
  2. Querida Cristiane,
    Lindo texto!
    As janelas já estão abertas para ventilar, para renovar...
    Já estou fabricando alegria, me reinventando.
    A vida faz meus olhos brilharem! Conduzi-la com leveza, também.
    Um beijo,
    Cristina

    ResponderExcluir
  3. Linda mensagem e precisamos sempre achar, reencontrar coisas que nos façam os olhos e coração brilhar. Com a maturidade, idade mais avançada complica...Mas não podemos perder a chama! beijos, lindo fds! chica

    ResponderExcluir
  4. Eu também adorei seu texto! Essa simplicidade de olhar para a mesma praça, a mesma pessoa com um novo olhar é que faz meus olhos brilharem!
    Temos mesmo que estar atentas à essa indústria do tédio que quer nos empurrar novidades a todo momento como se fosse errado o mesmo.

    Alegria também em saber das boas novas que, apesar de deixar uma mãe com o coração miúdo, também faz transbordar em alegria de ver esse crescimento, sonhos conquistados.
    Parabéns! Bj.

    ResponderExcluir
  5. Oi Cris,
    Não é de forma continuada, mas eu tenho este olhar estrangeiro sobre a minha cidade e adquiri isto depois de viajar. É muito interessante.
    Amei o texto.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Boa noite, querida amiga Cristiane!
    Quando meus olhos brilham... digo que valeu a pena a vida.
    Tenha dias felizes e abençoados!
    Bjm fraternal e carinhoso de paz e bem

    ResponderExcluir
  7. " ...reeducar o olhar{} Há que se reinventar"___ hoje e sempre, querida Cris.Faço eco às comentaristas acima e repito: adorei teu texto. Cada destaque reflexivo ilumina com maestria a inércia a qual nos acorrentamos.Sim, é preciso acordar a Alegria que existe em nós, em nossos entes queridos, à nossa volta, no cotidiano nosso de cada dia.

    Salve, salve a alegria que nos habita!

    Bjkas,
    Carmen

    ResponderExcluir
  8. É mesmo um fato, são poucas as coisas que fazem nossos olhos brilharem. Agora eu gostei mesmo das tuas palavras sobre maturidade... é um ponto para ser refletido.

    ResponderExcluir