9 de set. de 2020

Depressão: Desfazendo Mitos


Que tal um pouco de luz no horizonte?

A seguir, uma lista de frases que ouço diariamente no consultório que só atrapalham quem está passando por esse problema. Vamos nos livrar destes preconceitos?  

1 - "Você não tem cara de quem tem depressão, a pessoa deprimida não sai da cama, não come e pensa em morrer."

Somente casos muito graves apresentam esse quadro.

Na maioria das vezes, os casos de depressão são leves a moderados, e os principais sintomas são: 
. cansaço excessivo
. distúrbios do sono  - insônia ou sensação de que o sono não foi reparador
. tristeza sem motivo, ansiedade ou irritabilidade
. perturbações digestivas e/ou dores de estômago
. dor de cabeça e/ou dores pelo corpo

Se tiver pelo menos três dos sintomas acima por mais de duas semanas, procure seu médico para um check-up.

2 - "Depressão é coisa de gente fraca."

Isso não é verdade. Enfrentar a depressão e superá-la é uma das coisa mais difíceis, exige muita força e coragem!

3 - "Depressão é falta do que fazer."

Essa é de doer, hein...
A depressão é uma doença, não é frescura! 
Existe alteração na bioquímica cerebral e inclusive morte de neurônios (hoje já se sabe que  eles são recuperados com o tratamento).

4 - "Se está deprimida, você tem que sair, ir ao cinema, fazer umas comprinhas, que a depressão passa."

A pessoa com depressão não consegue achar graça nas coisas e nem tem energia para isso. A sensação é a de que perdemos a capacidade de ver as cores, o mundo parece ficar todo tingido de cinza.
Estar deprimida não é uma questão de vontade.  Ninguém escolhe ter depressão, assim como ninguém escolhe ter doença nenhuma.
É algo muito maior...é necessário tratamento adequado com medicamentos e terapia.

5 - "Não quero tomar remédios porque vou ficar dependente de tarja preta. Vou ficar dopada. "

Em primeiro lugar: os antidepressivos não são de tarja preta, são de tarja vermelha!  
Inclusive os medicamentos de tarja preta não são indicados na maioria dos casos.
Nenhum dos anti-depressivos muda a personalidade, nem deixa ninguém dopado. Pelo contrário,  o objetivo é trazer centramento, foco e serenidade.
Em segundo lugar: nenhum destes medicamentos causa dependência. O tratamento é longo, mas tem começo, meio e fim.

6 - "Vou usar remédios à base de ervas, pois sendo naturais não tem efeitos colaterais."

Sou muito a favor de tratamentos alternativos, inclusive utilizo a homeopatia, medicamentos antroposóficos e florais quando possível, mas toda substância, natural ou sintetizada tem efeitos colaterais! 

Há duas ervas muito populares utilizadas para o tratamento da depressão que estão sendo estudadas, mas uma delas parece aumentar o risco de suicídios, portanto, cuidado! 

O objetivo do tratamento é obter o máximo de benefícios com o mínimo de efeitos colaterais.

Procure um médico, siga o tratamento e acredite: você vai melhorar. A vida voltará a ter cores novamente. 


Depois do inverno, a primavera triunfa!



3 comentários:

  1. Que beleza de texto, bem esclarecedor .A depressão tantas vezes se disfarça e palpites furados nada adiantam,só atrapalham.... Gostei de ler! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Oi Cristiane!
    Entender a doença é a melhor maneira de tratar! Ótimo tema, excelente texto! Gratidão!
    Ótima semana! Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Oi Cris,
    grata por tais esclarecimentos. Nestes tempos difíceis a depressão, pode sim, espreitar bem perto e se disfarçar em desculpas.Muito sério, tudo isso.

    Bjsss,
    Calu

    ResponderExcluir