14 de mai de 2018

A Natureza e Outras Mães - Poema


"A natureza foi minha primeira mãe.
Memorizei o chão da floresta 
como se fosse o seu corpo.
Sua pele cheirava a pinho e a raízes doces.
Tingia minhas fraldas de verde
e perfumava meus cabelos;
sempre cheios de folhinhas, gravetos e musgo.
Nunca me ocorreu, 
naqueles primeiros anos de vida na floresta,
que eu fosse um ser humano."

Brenda Peterson
escritora americana
In: Nature and Other Mothers


Este poema foi lido nos encontros dos Grupos: Aion e Mito e Psique, 
mas é tão lindo que compartilho com todas.

Uma linda semana!




6 comentários:

  1. Maravilhoso poema.Não conhecia e é lindo ! bjs, ótima semana,chica

    ResponderExcluir
  2. Oi Cris,
    O poema é maravilhoso!
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Surge uma imagem tão bucólica ante cada verso, que me permitiu ver a Mãe-Natureza.
    Lindo, lindo!

    Bjo e bom findi, Cris.
    Calu

    ResponderExcluir
  4. Boa Tarde, querida Cristiane!
    Vim pelo blog da amiga em comum: Maria Glória...
    Que perfeito!
    Ser tão íntima e integrante da natureza que deixemos de pensar que somos humanos e aderimos ao contexto do verde...
    Saúde, paz e amor!
    Seja muito feliz e abençoada junto aos seu amados!
    Bjm fratenro de paz e bem
    http://espiritual-marazul.blogspot.com.br/2018/05/o-mar-e-o-amor.html

    ResponderExcluir
  5. Lindo poema , Cristiane .
    Viva a mãe Natureza !
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. E um poema amplo de beleza, amei ler!
    Obrigado Cris.

    ResponderExcluir