7 de dez. de 2019

Filme - A Juíza

A Juíza
Heroína, Ícone, Dissidente

Dá prá imaginar uma mulher de 86 anos que se tornou um ícone da cultura pop de um país? E mais do que isso, uma mulher que é super respeitada com uma trajetória pautada pela luta por igualdade racial e de gênero?

Pois essa mulher existe: Ruth Bader Ginsburg, Juíza da Suprema Corte Americana!

Neste documentário acompanhamos sua vida desde a entrada na Faculdade de Direito de Harvard, onde era a única aluna do sexo feminino. 

Ela já era casada e tinha um bebê. Durante o curso ficou grávida e teve o segundo filho, mesmo assim conquistou a distinção de estar entre os cinco melhores alunos de todas as turmas da Faculdade. 

Logo após sua formatura começaram os protestos pelos direitos civis dos afro-americanos e os protestos por igualdade das mulheres, ela se engajou nos dois movimentos. 

Não conseguia trabalho porque a maioria dos escritórios de advocacia não contratava mulheres.

Voltou para a Faculdade, fez Mestrado e Doutorado trabalhando como professora de Direito.

Tornou-se uma conhecida defensora das causas sociais e trabalhistas em favor das mulheres e dos menos favorecidos em vários processos ao longo dos anos, até sua nomeação para a Suprema Corte pelo Presidente Bill Clinton.


Desde então ela continua se posicionando sempre pelo que acredita ser correto de acordo com as leis e a favor da justiça social. Assim conquistou o respeito e a popularidade, admirada inclusive pelos jovens que a vêem como um ícone. Uma lenda viva. 

É uma delícia ver sua trajetória, sua força e determinação. O documentário é muito bem feito e tem uma narrativa interessante, como se fosse um filme de ficção. 

A gente se envolve e se diverte com sua irreverência. 

Quantas lutas, conquistas e sabedoria...

Eu não a conhecia, mas agora virei sua fã. Que mulher inspiradora!

Recomendadíssimo, especialmente para as alunas dos cursos Feminilidade Consciente, Mito e Psique e para as Lobas, é claro...

Está no Google Play.




Um comentário: