14 de ago de 2017

Filme - A Outra Face da Raiva


                      A outra face da Raiva                     
Kevin Costner e Joan Allen
Imagem Filmes - 2004


Este filme é o indicado como complemento do Capítulo 12 - O Urso da Meia Lua, para o grupo Correndo com Lobos, mas é tão lindo e traz tantos insights que decidi compartilhar com vocês.

Conta a história de uma mulher  cujo marido desaparece subitamente sem qualquer explicação. É muito interessante para mostrar como a raiva turva nossa visão e impede que percebamos a realidade. 

Ela, que era doce e meiga, vive um turbilhão de conflitos dentro de si, levando-a a  ter alguns comportamentos destrutivos.  

Cada uma das filhas está passando por um momento especial. Só que a mãe está completamente consumida pela raiva e a dor do abandono e não consegue perceber, não consegue olhar para nada além de si mesma.

As filhas se unem, cuidando umas das outras e tentando lidar com a situação da melhor forma possível, mas isso também desperta conflitos interiores e cada uma reage de uma forma diferente.

Surge então um vizinho inconveniente (Kevin Costner), que vai interferir bastante nesta dinâmica e terá um papel muito importante...

A história toda é contada pela filha caçula, que está entrando na adolescênciaEla é a pessoa que tem a visão mais clara da situação e as falas mais bonitas do filme. 

Embora toque em temas delicados, tem humor e um final  surpreendente!

Tem no YouTube, dublado em português e com boa qualidade. Clique aqui.

Belíssimo. Recomendo a todas.



5 de ago de 2017

Tempo de Cura


Finalmente, 
no meu caminho para o Sim,

Deparei-me com todos os lugares
onde disse Não para minha vida.

Encontrei as feridas não cuidadas
e as cicatrizes vermelhas e roxas,
aqueles hieróglifos de dor
esculpidos em minha pele,
em meus ossos.

Aquelas mensagens codificadas
que me desviaram para o caminho errado
muitas e muitas vezes.

Quando encontrei
as velhas feridas,
os velhos desvios,
eu os levei um a um
perto do meu coração,
e abençoei: Sagradas,
Sagrados.

Pesha Joyce Gertler
Escritora e Poeta Norte Americana


Agradeço o carinho durante minha ausência, em breve retribuirei as visitas.


10 de jul de 2017

Férias!


"Quando uma mulher decide curar-se, 
ela se transforma em uma obra de amor e compaixão, 
já que não torna saudável somente a si própria, 
mas também toda a sua linhagem."

Bert Helinger
psicoterapeuta alemão
criador das Constelações Familiares e Sistêmicas


Queridas amigas,

Agora vamos ter uma pequena pausa para recarregar as baterias.

Aproveite para explorar o conteúdo do blog, são mais de 700 posts voltados para o auto conhecimento e o cuidado amoroso com a existência.


Voltaremos em agosto com muitas novidades!


Grande abraço e até breve!



3 de jul de 2017

Aromaterapia para os Ciclos Femininos - TPM e Menopausa


Sentir o aroma dos óleos essenciais ou massagear o corpo com eles é uma das maneiras mais simples e gostosas de diminuir os desconfortos da TPM e Menopausa e ainda ficar com o corpo perfumado e macio.

Use sempre óleos essenciais naturais, as essências não têm efeito terapêutico. Vou citar os que mais uso e que têm melhores resultados:

SálviaArtemísia são excelentes para restabelecer o equilíbrio hormonal em todas as fases da vida. Tanto para regular o ciclo menstrual como para a menopausa.

Costumo pingar uma gotinha no pulso ou no peito e esfregar um pouquinho (teste para ver se não tem irritação na pele; se tiver, dilua-o em óleo de semente de uva para aplicar no corpo). 

Uso um de cada vez, um dia o de Sálvia, no outro de Artemísia...Mas podem ser usados juntos de todas as formas que expliquei acima. O óleo de Sálvia tem um efeito relaxante.

Estão ajudando a melhorar os desconfortos da menopausa: calores, cansaço, irritação...

Alecrim - Melhora o humor e ajuda a reduzir inchaço (usado na forma de massagem ou escalda-pés como explico no final do post).

Gerânio - Tem efeito anti-depressivo e acalma a ansiedade. Se combinado com o óleo de alecrim em massagens (diluído como explico abaixo) ajuda muito a reduzir o inchaço, inclusive das mamas.

Bergamota - Melhora a auto-estima, levanta o astral. Costumo pingar uma gotinha no aromatizador e também uso no banho para aliviar o cansaço.

Camomila e Lavanda - Trazem calma e clareza. Ajudam a aliviar cólicas, dores de cabeça e dores musculares. Uso um de cada vez, mas podem ser usados juntos. Têm efeito analgésico quando usados na forma de massagem, no banho ou escalda-pés como descrevo abaixo.  São dois grandes coringas na aromaterapia, auxiliam no alívio de quase todos os tipos de desconforto.

Sempre tenho Camomila ou Lavanda no aromatizador em casa, é impressionante a sensação de bem estar...

Como usar: 
Os óleos podem ser usados na banheira (4 ou 5 gotas), no chuveiro (1 gota na esponja junto com o sabonete), no escalda pés (3 ou 4 gotinhas na bacia), na massagem (2 gotas em 20 ml de óleo de semente de uva), no travesseiro (1 gota na lateral não muito perto do nariz), ou no aromatizador (5 gotas em 20 ml de água).

Você usa óleos essenciais no seu dia a dia? Tem algum que você costuma usar e não está nesta lista? Compartilhe sua experiência conosco.



26 de jun de 2017

Capítulo 11 - A Recuperação da Sexualidade Sagrada


Em nossa sociedade o sexo perdeu ser caráter sagrado e se tornou mais um item de consumo, usado muitas vezes como exercício de poder e busca de gozo a todo custo.

Neste capítulo a autora mostra que na antiguidade havia uma ligação entre o humor, o riso e o  prazer sexual. Ela faz uma compilação de pequenas  histórias picantes sobre sexo e os órgãos sexuais.

E realmente é verdade: sem humor, não dá para ter libido nem prazer, como eu já mostrei neste post aqui.

Mas o sexo e o humor são apenas o topo do iceberg...a mensagem do capítulo é muito mais profunda, eles são  apenas uma consequência da presença de Eros e de uma relação erótica com a vida.

Eros (ou Cupido), o Deus do Amor,  representa a energia vital que traz beleza, alegria e sentido para a vida, está ligado aos prazeres sensoriais e inclui também o prazer sexual, mas não se resume a ele.


É necessário parar, apreciar o momento, estar presente em seu corpo com todas as suas sensações: o arrepio de uma brisa refrescante, o sabor de um alimento, um aroma agradável, o calor de um toque, mas também atender rapidamente às necessidades básicas do nosso corpo como sede, vontade de ir ao banheiro…

É incrível a quantidade de mulheres que fica agüentando a vontade até a bexiga estar quase estourando! Negar as necessidades que surgem abaixo da cintura tem sérias conseqüências para a saúde e para a felicidade sexual.

Porque como disse Marion Woodman: a vida passa pelos orifícios de nosso corpo - olhos, ouvidos, boca, nariz, pele e vagina. 

Para podermos receber Eros, é preciso estar no estado de PresençaO problema é que a maioria das pessoas vive apenas na cabeça e deixa o resto do corpo desabitado, e assim não há onde receber Eros, o que impede a experiência de plenitude. 

Por isso neste encontro focamos nos trabalhos de consciência corporal, com práticas de relaxamento da pelve e respiração e dança. Tudo isso como preparação para uma sessão de Yoga do Riso, onde gargalhamos muito….


O riso é fundamental para a boa saúde física e mental, oxigena todos os tecidos e ajuda na eliminação de toxinas, além disso massageia o períneo e relaxa o corpo, facilitando o desejo e o prazer sexual.

Depois desta experiência tão divertida passamos a uma vivência muito delicada e profunda que envolveu movimento autêntico, onde cada uma pôde criar seu santuário interior e encontrar-se com sua alma.

Finalizamos com a escrita poética desta viagem interior que compartilhamos com o grupo e expressamos nossas imagens interiores através das esculturas em argila (que você pode ver aqui).

Foi um encontro riquíssimo em experiências e significados, que nos preparou para enfrentarmos as grandes tarefas que nos aguardam no próximo capítulo. 

Boas férias a todas!