20 de mar de 2019

O Outono Chegou! Harmonize-se com a Medicina Tradicional Chinesa

"Meu espírito está sintonizado 
com o desabrochar das estações.

Quando o outono chega na natureza,
ele chega também em meu coração.

Conectando-me com as mudanças cósmicas
eu me torno o Universo."

Lu Yun
escritor e poeta, viveu no século III, 
autor do mais famoso romance da língua chinesa: A História dos Três Reinos


Dia 20 de Março teremos o Equinócio de Outono, iniciando um período de agradecimento por tudo o que recebemos da natureza, e por tudo o que conseguimos realizar em nossas vidas até agora.

É também um momento de recolhimento, introspecção e reavaliação pessoal.

Inclua momentos de quietude e contemplação, tente observar a mudança da luminosidade do dia, das cores das folhas das árvores e do canto dos pássaros. Sinta as brisas frescas.

Aproveite para cuidar da saúde incluindo mais raízes e frutas com cascas grossas (como cítricos, banana, manga) na sua alimentação para fortalecer o elemento Metal que é o elemento símbolo do outono pela Medicina Tradicional Chinesa.

O elemento Metal rege os Pulmões e o Intestino Grosso. Quando em desarmonia, podem ocorrer infecções das vias aéreas como gripes e resfriados e também alterações intestinais como prisão de ventre.

O elemento Metal coordena os processos de purificação do corpo, portanto no outono é importante começarmos a aumentar a ingestão de líquidos em várias formas, água, chás, sucos, sopas...para eliminar as toxinas acumuladas pelo excesso de calor da estação anterior.

Para prevenir as infecções respiratórias, é importante evitarmos choques térmicos ou mudanças bruscas de temperatura em nosso corpo e evitar líquidos gelados.

A medicina chinesa também destaca a importância de exercícios respiratórios para limpar e purificar as vias aéreas, prevenindo as infecções. 

Se você pratica o Tai Chi ou Qi Gong, faça a respiração embriônica. Se pratica Yoga, faça o Nadi Shodana Pranayama (respiração alternada), diariamente. 

Se você não conhece estas técnicas, simplesmente pare por alguns momentos e respire profundamente, soltando o ar devagar pelo menos três vezes, repita durante o dia.

Cuide-se bem e conecte-se com a plenitude desta estação!


Para saber mais sobre o significado simbólico do outono, clique aqui.




19 de mar de 2019

Curar-se


"Curar-se está na capacidade de dar e receber, de vincular-se.
É a jornada em busca da inteireza.
É abrir os braços ao que é temido.
É abrir o que está fechado, suavizar o que endureceu.
É a criatividade, paixão e amor.
É experimentar o divino.
É confiar na vida.
É expressar o Ser em sua plenitude."

Dra. Jeanne Achterberg



8 de mar de 2019

A Saia - Uma Delicadeza Pelo Dia Internacional da Mulher


Toda Mulher deve ter uma saia. 
Pelo menos uma saia. 

Mas não uma saia comum, 
uma saia de tecido delicado e bem bonita. 

A saia escolhida deve ser usada e cuidada 
somente pela sua dona.

Lavada com suavidade 
tamanha a sua delicadeza, 
deve secar ao vento 
para manter o viço e a maleabilidade do tecido.

Cuidar da saia é tarefa bendita. 

A saia, delicada e bela, é como a própria Mulher 
que deve se cuidar com esmero, 
lavar-se com suavidade 
e secar-se ao vento 
para não perder o viço e a maleabilidade da alma. 

Toda Mulher deve ter uma saia.
Pelo menos uma saia. 

Para que ao cuidar da saia, ela aprenda a cuidar de si, 
a lavar, secar e preservar a nobreza dos fios 
que compõem a linda tecedura.

Toda Mulher deve ter uma saia. 
Toda Mulher é saia.

Francine Sarmento


Ainda precisamos de um dia para chamar de nosso, um dia para lembrar de lutas e conquistas e do caminho a  percorrer...

Diante disso, a delicadeza deste texto me tocou profundamente. Uma brisa refrescante, um respiro...

Que cada mulher aprenda a ter o cuidado amoroso de si mesma. Que possamos encontrar beleza e poesia nas coisas simples, renovar as energias e seguir adiante até concretizar o belo sonho de Rilke: 

Algum dia haverá meninas e mulheres 
cujos nomes não mais significarão
meramente um oposto do masculino,
mas algo em si mesmo,
algo que faça pensar não em um complemento e limite,
mas apenas em vida e existência:
o ser humano feminino.

Rainer Maria Rilke

poeta alemão
(1875-1926)


Para saber a origem do Dia Internacional da Mulher, clique aqui

A Francine é uma querida que frequenta nossos grupos e também coordena um lindo trabalho de consultoria para mulheres que buscam conexão com sua essência e uma vida criativa. Para conhecer, clique aqui


Feliz Dia Internacional da Mulher!



4 de mar de 2019

Se você não vale uma hora do seu dia... A Sabedoria de Marion Woodman!




Já imaginou ouvir isso da sua analista? Um choque de realidade, não é? 

Ela conta detalhadamente o caso que a levou a dizer esta frase em uma das entrevistas que compõem este livro incrível que estamos estudando.

A maioria dos casos de compulsão alimentar, dificuldades com relacionamentos amorosos, a não aceitação de nosso corpo (que leva à um excesso de intervenções estéticas), bem como os vícios; estão todos relacionados à fome da alma.

Ela fica à mingua, no meio de tantas distrações e estímulos alienantes que nos distanciam cada vez mais de nossa essência e se agarra à primeira coisa que encontra pela frente: seja o consumo, a comida, o parceiro, a estética, etc...como se fosse a tábua de salvação. Só que o vazio só aumenta...

Reservar um tempo do nosso dia para a nutrição da alma seria o grande antídoto contra a maioria dos sofrimentos que enfrentamos nesta época voltada à superficialidade e à velocidade. 

Quando falamos sobre isso nos grupos, às vezes ouvimos: 

- Ah...mas eu tenho um tempo para mim, vou todos os dias malhar na academia...

ou então: 

- Faço yoga e meditação...eu me cuido...

Fazer atividades físicas e meditação certamente ajudará bastante com nossa saúde física e mental, mas não é disso que ela está falando.

Ela está trazendo um cuidado que leva à profunda transformação de quem busca auto-conhecimento e uma vida mais plena.  Para quem faz terapia, esse cuidado leva à um salto no seu processo, a terapia vai para outro nível...

Você pode dividir este cuidado em dois momentos, ao levantar-se e ao deitar-se. Vou dar algumas dicas para quem deseja começar a experimentar.

Primeiro é observar seu estado emocional ao acordar e ao se deitar.  Perceba como começa e termina seu dia, as coisas que aconteceram e como o humor foi mudando, observe como as coisas te afetam, as situações que se repetem...Preste atenção também em como você afeta as pessoas à sua volta, é um aprendizado incrível!

Segundo e fundamental: registrar os sonhos por escrito. Se você ainda não tem um diário de sonhos, está na hora de começar. Deixe ao lado da cama e logo que acordar escreva. Não precisa exagerar nos detalhes, só as coisas mais importantes e que deixaram uma impressão mais forte. Coloque sempre a data e dê um título para cada sonho. A primeira coisa que vier à cabeça, mesmo que num primeiro momento pareça não ter nada a ver...com o tempo vai ver que tem sim!

"Os sonhos são a via régia para o acesso ao inconsciente."
C. G. Jung

 - Ah...mas eu não lembro dos meus sonhos....

Tudo bem. Se você iniciar o diário eles virão. Comece registrando alguma cena que ficou ou uma palavra ou frase, ou mesmo uma musica que aparece do nada na sua cabeça e não te larga...Anote tudo. 

Terceiro, observar o que seu corpo está pedindo. Ele quer dançar? Quer cantar? Precisa de mais repouso? Está ansiando por 20 minutinhos no sol? E claro, trate de atendê-lo! 

Basta afastar os móveis da sala colocar sua música favorita e dançar. Uma música dura 3 ou 4 minutos apenas, quem vai dizer que não tem tempo para isso? Ou cante, mesmo que seja no chuveiro. Abra a janela e deixe o sol aquecer o seu corpo...

Enfim, crie meios de atender o que sua alma pede. Porque se não for atendida, em algum momento ela nos fará  inconscientemente "enfiar o pé na jaca" em algum aspecto de nossas vidas, e depois a gente se arrepende, sofre...

No livro ela vai muito mais fundo ao longo das entrevistas. Como estamos fazendo a leitura em grupo, podemos parar e comentar, amplificar os significados, dar exemplos, compartilhar experiências... uma troca muito rica.  

É só o começo...mas com este post você já pode começar a desfrutar deste cuidado amoroso. Aproveite!

Você observa seu humor e como as coisas e pessoas te afetam? 
Tem o hábito de registrar seus sonhos? Presta atenção nos recadinhos? 
Costuma atender o que seu corpo pede? 

Conte para nós...

P.S :- Estamos iniciando o segundo grupo de leitura do livro agora, temos ainda cinco vagas disponíveis. Se quiser se juntar a nós será bem vinda! 

Curso presencial em São Paulo. Para ver os detalhes clique aqui.




25 de fev de 2019

Grupo Correndo Com Lobos - Vivência Poética com Movimento Autêntico


Momento final com a Mandala Viva

No oceano
morno
ondulam 
sereias.
Seus braços
algas
entrelaçadas
saúdam
a vida
no útero
do mar.

Raphaela Mello

Na semana passada tivemos o encontro das Lobas - Turma 2018/19 -  para elaborar os temas  do Capítulo 8 - Os Sapatinhos Vermelhos (você pode ver o post com um resumo aqui).

Elas tiveram a primeira experiência com o Movimento Autêntico e seu efeito profundo de transformação pelo Amor, pois ele nos possibilita sair do piloto automático e entrar no estado de presença, o remédio para a fome da alma.

No final, criamos uma mandala viva à meia luz, ao som de uma música especial com cantos de passarinhos, que despertou em nós uma experiência poética traduzida em palavras pela querida Raphaela Mello, que tem uma sensibilidade incrível (veja o lindo trabalho que ela faz para noivas e noivos aqui). 

Já passamos da metade do livro e as Lobas estão despertando para trazer sua luz para o mundo. Ver o desabrochar de cada uma faz todo o trabalho valer à pena.

Avante Lobas!